Esquerdismo no Brasil é coisa de clube rico e de sacristia

0
Plinio Corrêa de Oliveira
Plinio Corrêa de Oliveira



Não me canso, nem jamais me cansarei de afirmar que o esquerdismo não é um fenômeno de massa, mas tão-somente um sintoma – e que triste sintoma – de deterioração das elites.

Se bem que uma pressão publicitária quase alucinante procure criar a impressão generalizada de que o esquerdismo corresponde ao anelo das multidões, a verdade é que estas pouco se interessam por ele.

____________

Fonte: Leo Daniele, “O Universo é um catedral – excertos do pensamento de Plinio Corrêa de Oliveira”, 1997, Artpress, São Paulo, p. 100.

Artigo anteriorTendo como base as consequências médicas, porque é que o homossexualismo não é qualificado de desordem?
Próximo artigo“Putin defensor dos valores cristãos?”: as mentiras da nova KGB, diz arcebispo
Propagador da devoção a Nossa Senhora de Fátima, dedica-se ao apostolado marial junto a famílias e à juventude.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.