Estado Islâmico destrói cruz de mosteiro católico do século X no Iraque

0

Mar-Gorgis-Mosul-620x305BAGDÁ, 12 Mar. 15 / 02:20 pm (ACI/EWTN Noticias).- O grupo terrorista muçulmano Estado Islâmico (ISIS) destruiu recentemente com explosivos a Grande Cruz do mosteiro católico Mar Gorgis (São Jorge) ao norte de Mosul (Iraque).

O mosteiro foi construído no século X e reconstruído em meados do século XIX pela Igreja Católica Caldeia.

O arqueólogo assírio Nineveh Yakou, diretor de Herança Cultural e Assuntos Indígenas para a organização A Demand for Action, informou ao site IBTimes sobre o ataque do ISIS ao histórico mosteiro católico.

“ISIS está eliminando o patrimônio cultural do Iraque. O mosteiro estava classificado como herança cultural. É uma limpeza étnica e cultural”, disse Yakou.

O perito indicou que “o atual mosteiro estava construído sobre um local arqueológico que continha antigas ruínas assírias. Era uma importante mostra da continuidade dos assírios até a nossa cultura”.

Em declarações ao Grupo ACI, o Pe. Luis Montes, missionário do Instituto do Verbo Encarnado (IVE) no Iraque, lamentou que “tantas vezes se vê que o ódio principal do extremismo islâmico se dirige à Cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo”.

A Cruz de Cristo, indicou, é o que os extremistas muçulmanos “odeiam acima de tudo”.

O Pe. Montes recordou que então “é por isso o título do vídeo da decapitação dos cristãos coptos na Líbia: uma mensagem assinada com sangue para a nação da Cruz”.

“A destruição das cruzes dos lugares cristãos é sempre a primeira coisa que fazem”, assinalou.

 

Fonte: Instituto Plinio Corrêa de Oliveira

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.