Professor da USP refuta mitos e mentiras do ambientalismo

8
Professor de climatologia na USP Ricardo Augusto Felício

O professor de climatologia na USP Ricardo Augusto Felício fez doutorado sobre a Antártida e afirma com todas as letras: “o aquecimento global é uma mentira”.

Segundo ele, não existem provas científicas desse fenômeno.

O Prof. Ricardo Augusto Felicio é professor de Climatologia do Depto. de Geografia da USP. Ele é pesquisador da área de Climatologia Antártida e Variabilidade Climática.

O prof. Ricardo mostrou que o nível do mar não está aumentando e que o gelo derrete sim, mas depois volta a congelar, porque esse é o seu ciclo. O professor lembrou ainda que o El Niño, um fenômeno natural, faz esse nível variar cerca de meio metro.

“O nível do mar continua no mesmo lugar. Primeiro se fosse derreter alguma coisa, teria que ser a Antártida, mas para derretê-la você tem que ter na Terra uma temperatura uns vinte ou trinta graus mais elevados”, explicou o professor que é especialista no clima antártico.

Ricardo também afirmou que o efeito estufa é uma física impossível e que a camada de ozônio é uma coisa que não existe. O professor ainda respondeu perguntas da plateia como se a Amazônia é o pulmão do mundo e se a garoa característica de São Paulo está diminuindo.

Ele fez essas corajosas afirmações com ciência e segurança no Programa do Jô, na Globo, em 02-05-2012. http://www.gloria.tv/flash/player5.swf?video=285847&duration=1696

[youtube clip_id=”winWWplmyMk”]

8 COMENTÁRIOS

  1. Você como um site responsável, no qual acompanho a vários anos, desde de o antigo formato, e principalmente por ser um site formador de opinião para nós católicos, não poderia colocar esse vídeo como o tema “refuta mitos e mentiras do ambientalismo” qual a base teórica que o site utilizou? Qual a fonte que o site tem além das palavras do professor?

    Amigos cuidado como o que é postado por aqui… tenho acompanhado o site a vários anos, mas essa matéria me deixou um pouco decepcionado. Esta indignação não é com o professor, e muito menos com os ditos “mitos” quebrados, e sim, pelo site se convencer que isso é uma verdade e afirmar que o professor “refuta mitos e mentiras do ambientalismo” sem base científica para isso. Mas uma vez digo: A reportagem faz juízo aos protestantes que são empurrados por ondas e ventos de doutrinas que surgem…

    Paz e Bem

    • Richard,

      Não faço parte da organização do site ou qualquer coisa assim

      mas só respondendo ao seu questionamento, os dados que o professor usam para poder rebater os mitos existem e são reais, devido a uma questão de tempo e de direcionamento do publico presente não existiu motivo para ele apresentar tais dados, mas eles existem

      1- estudos de satelite da NASA mostram que sim, o planete está entrando em processo de resfriamento e não de aquecimento, ele proprio fala de alguns dados (como a medição do Capitão Cook)

      2- o estudo de climatologia e de formação de ambientes naturais sempre seguiu a partir do principio de 1° o clima (regulado pelos oceanos) e, a partir do clima, é que vêem as florestas, então sim, a floresta amazonica está lá por uma questão do clima da região e não o contrario

      3- os proprios estudos de climatologia mostram que não existe possibilidade de se usar um microclima (como o da cidade de São Paulo) como sendo o referencial para o clima no mundo, a mudança (e o aquecimento global que tão falam) nunca ocorreu como um desastre anunciado, muito pelo contrario, durante o periodo da idade média houve um aumento de 7 graus na temperatura geral do planeta, o resultado foi na verdade a melhora de todos os ambientes climaticos do mundo, levando a um aumento de produção de alimentos não registrado antes na historia humana

      4- me aponte, direta, onde o professor refere que se pode agora destruir a natureza (ele pelo menos deixa claro que passa longe disso em 15:40)

      5- aqui uma palestra intereira com vários climatologistas da USP mostrando como essa historia de “aquecimento global” é mito cientifico
      http://www.youtube.com/watch?v=La-m-_YALqo&feature=related

      PS: o caso da cidade de Cubatã não tem nada haver com efeito global (que é o que o professor está criticando) e sim um microclima criado na cidade (que o professor nem nega que existe, ele mesmo não nega isso em 2:42, em 13:13 e em 14:28), por favor, não misturar quando é uma alteração em um ambiente restrito e quando é global, uma coisa não necessariamente progride para a outra

      PS2: ele não falou de CO2, ele falou do CFC, são duas coisas diferentes

      • Caro Sr. Wilke, a pouco mais de um ano eu me recusei a responder vossa agressiva e apelativa resposta, ao primeiro comentário desta matéria, feito por mim. Achei que o silêncio, tão caro ao rito católico tradicional, era a melhor resposta à truculência; esta se desmoraliza por si própria…
        No entanto, vejo que atira pérolas de ignorância para todos os lados, e como bom bruto, contrapõe opiniões com ironia e apelações; como retomaste esta matéria, não cotente em me agredir agora o faz com o amigo Richard…
        Bom, não resisti e te respondo agora, com 15 meses de atraso…

        Se eu preciso voltar para o mobral, para me alfabetizar, o Sr. precisa fazer um MOBRAL MORAL, para aprender o que talvez ninguém tenha lhe ensinado: civilidade e respeito à opinião alheia!
        Se sugeres ao amigo Richard que crie seu próprio site, então estás incomodado com a presença e as opiniões de quem pensa diferente de vc; te incomoda a sua incapacidade de argumentar em contrário, como o amigo Rodrigo Bastos o fêz, então apelas àquilo que sabe dominar, as já citadas ignorância, truculência e ironia…
        A ciência é feita de debates, de contraposições, de experimentação e de duelo de idéias, até se chegar a um consenso; que pode ser derrubado a qualquer momento por outra idéia, devidamente provada por experimentos, observações e análize dos pares…
        Não estamos mais no tempo de Galileu, Sr. Wilke, e sinto lhe informar que o Dr. Ricardo Augusto Felício é minoria absoluta no meio científico; mas isso não desmerece nem desqualifica suas teses, que devem ser expostas e respeitadas! Mas como o amigo Richard escreveu, não podem ser tomadas como verdades absolutas por este site, que escolheu um infeliz título para a matéria…
        Srs. admistradores deste magnífico site: em Ciência não existem dogmas, portanto nem os ditos ambientalistas e nem seus contrários estão com a verdade absoluta, porque ela simplesmente não existe! apenas o tempo dirá quais previsões eram as mais realistas, e quais eram as mais absurdas. Como exemplo, o já citado Galileu, assim como Copérnico, eram desmoralizados por aqueles que se consideravam donos da verdade em sua época, mas hoje são consagrados, e suas teses de então hoje são leis científicas inquestionáveis!
        Quem sabe o mesmo não acotença, no futuro, com o Dr. Felício e a sua corrente minoritária de cientistas?
        Mas por enquanto, o consenso (da maioria, que debate, argumenta, experimenta, matematiza, trocam estudos, dados e resultados) é que a ação antrópica está SIM, mudando o clima, mas a resposta verdadeira, inquestionável, só virá daqui a alguns séculos, ou anos…

        Graças a Deus não estamos mais no séc. XVI, porque senão eu o Richard já estaríamos a um passo da fogueira, por contrariar a tese exposta… e imposta!

        Há, e lembrando ao Srs., boms católicos, o nome escolhido pelo atual papa é Francisco…

        • Caro Fabio Henrique Elorza, talvez não tenha percebido, e eu tbm, Mas… respondi ao comentário errado. Minha resposta foi direcionado ao sr. Richard, como pode ver. (((Caro Richard)))! Crie um site ao seu bel prazer. Pelo ao menos assim, não ficará decepcionado. E sobre o antigo questionamento que não respondeu, faço a mesma pergunta: Em que momento ele diz que podemos poluir à vontade, desmatar à vontade, consumir os recursos hoje e não nos preocuparmos com o amanhã! tudo garantido?

          Caso não tenha notado, o sr. Richard, não expôs uma opinião sobre o tema e sim uma critica ao site. Isto é pensar diferente? Opinião própria? Falar mal de algo por

          Não vi se quer, em nenhum momento ele fazendo esta afirmação, na qual vc diz. Se você viu, me fala os minutos no vídeo onde ele afirma. Assim pedirei desculpas pela minha falta de atenção e por ter sido irônico e arrogante com vossa pessoa.
          Caso contrário o sr. ira me pedir desculpas! Creio que como uma pessoa de bem, católico atuante, não sera problema algum…

          Paz e Bem!
          Wilke Pereira.

  2. Não entendo o porque desta matéria ser destaque no site…principalmente pela intuito do site. Até concordo em muito com o que ele diz… porém faço da minhas palavras a do amigo Fábio Henrique “Podemos poluir à vontade, desmatar à vontade, consumir os recursos hoje e não nos preocuparmos com o amanhã”. Parece mais uma das falácias protestantes que tentam justificar o seu protesto contra a Igreja. Mesmo sendo verdade o que o professor fala, é querer jogar fora todo o esforço que esta tentando ser feito para diminuir os impactos causados pelo homem a natureza e a saúde do homem e dos demais seres vivos. Por mais certo que ele esteja, ele se compota como mais um protestante (Fariseu) deturpando a verdade.

    Caro wilke pereira da silva, eu que diria a você. “Acho que vc esta precisando voltar p/ o mobral ou então fazer um curso intensivo interpretação.” Pois interpretar a literariedade do que o professor diz é muito fácil… Porém o que estar por trás das belas e aliviadoras palavras do professor…

    Dizer que o CO2 não causa impactos ambientais… concordo até que não da forma como é passada hoje, porém dizer que o que ocorreu por exemplo em Cubatão a 30 anos atrás a cidade ficou conhecida como a cidade dos “bebês sem cérebro”, isso sim é ser “mobral”.

  3. Que alívio! Podemos poluir à vontade, desmatar à vontade, consumir os recursos hoje e não nos preocuparmos com o amanhã! tudo garantido por este pseudo-cientista (minoria absoluta no meio científico), e por este site religioso, que deturpa com a exaltação das idéias deste professor tudo que há de mais nobre na Religião, que é a reunificação do criado com o Criador, e o respeito com o restante da criação…
    O que vcs, conservadores, estão conservando??

    • Onde vc ouviu ele dizer (podemos poluir à vontade, desmatar à vontade, consumir os recursos hoje e não nos preocuparmos com o amanhã! tudo garantido)????. Acho que vc esta precisando voltar p/ o mobral ou então fazer um curso intensivo interpretação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.