Grupo homossexual admoesta JMJ para combater a homofobia e ao Papa para não falar contra a prática homossexual

11
Movimento LGBT deseja instrumentalizar JMJ
Movimento LGBT deseja instrumentalizar JMJ

Luiz Mott, representante do GGB, o mais antigo movimento homossexual do Brasil, em carta aberta aos participantes da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), afirma que a homofobia é “pecado grave” e pede que o evento ajude na campanha pró-homossexualismo.

Na carta, o líder da entidade ainda exige que o papa Francisco “não fale nada contra os direitos humanos dos homossexuais” e usa a seu favor o fato de que os artistas que se apresentarão na JMJ – como Ivete Sangalo, Milton Nascimento e Michel Teló – já se manifestaram publicamente favoráveis as uniões homossexuais.

A missiva também pede que os participantes da JMJ denunciem qualquer declaração ou manifestação contraria ao homossexualismo, e que colaborem para minimizar a “eventual homofobia internalizada imposta pelos moralistas intolerantes”.

 

Confira abaixo a íntegra da carta de Luiz Mott:

 

Carta aberta do Grupo [Homossexual] da Bahia aos participantes da Jornada Mundial da Juventude, RJ.

Bem vindos ao Brasil, que tenham dias divinos na Cidade Maravilhosa.

A primeira recomendação é ao simpático Papa Francisco: o Brasil é um país laico e a Constituição Federal proíbe qualquer tipo de preconceito e discriminação. Portanto, admoestamos a Vossa Santidade que não fale nada contra os direitos humanos dos Homossexuais (LGBT), já que também no Brasil foi legalizado o casamento [sic!] homoafetivo, apoiado por mais da metade dos brasileiros, inclusive pelos famosos cantores que abrilhantarão a Jornada da Juventude, Ivete Sangalo, Milton Nascimento e Michel Teló.

A segunda recomendação é para os jovens de ambos os sexos: respeitem a sua própria livre orientação sexual e a dos outros. Jesus nunca condenou o amor homoafetivo, disse até que “há eunucos ([homossexuais]) que assim nasceram do ventre de suas mães”.  Portanto, a homofobia – o ódio anti-homossexual – é pecado grave que atenta contra a lei áurea do cristianismo, “amai-vos uns aos outros!” Aos jovens católicos participantes da Jornada Mundial da Juventude, recomendamos que superem sua eventual homofobia internalizada imposta pelos moralistas intolerantes e que se aceitem como são:  legítimos templos do Espírito Santo, pois Jesus nunca fez acepção de pessoas. E protestem contra qualquer declaração ou manifestação de intolerância anti-LGBT: exijam o mesmo respeito demonstrado por Cristo às pecadoras e desviantes sexuais. E no caso de encontrarem alguma “garota de Ipanema” ou algum “Menino do Rio”, não se esqueçam que usar preservativo é um ato de amor! A idade do livre consentimento sexual no Brasil é 14 anos, segundo o Estatuto da Criança e Adolescente (ECA), porém, é mais tranquilo só relacionar-se com maiores de 18 anos. É legal ser homossexual no Brasil!

Veja abaixo o vídeo antigo em que o GGB e os jovens do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira estiveram frente a frente na praça da Sé, em Salvador:

 

Fonte consultada:
http://corecatholica.blogspot.com.br/2013/06/jmj-rio-carta-aberta-do-ggb-pede-ao.html

 

Fonte: Instituto Plinio Corrêa de Oliveira

11 COMENTÁRIOS

  1. Quer dizer, agora, que dar o precioso é ser eunuco? Não sabia!
    Caraca, Luis Mo(r)tt é tão gênio, que conseguiu dizer o que Cristo não disse e deixou de dizer o que o próprio Deus disse, mas ainda assim disse estar acima do Todo-poderoso, argumentando com a lei que aprova a união das bonecas, mas que foi rejeitada no Congresso Nacional e pela maioria do povo brasileiro (as novelas da Globo que o digam…hehe). Uau! Que mente brilhante! Daqui a pouco vai, com toda certeza, mostrar que onde Einsten errou ao inventar a Gravidade! Disso eu tenho certeza!!!
    P.S.: Luis Mo(r)tt ainda conseguiu mostrar que ele tem mais autoridade que o Papa, que todos devem segui-lo por ser o dono da verdade e intérprete absoluto da legislação brasileira e que, numa democracia, só um homem deve mandar: ele, lógico!
    Acho que já sei qual vai ser minha dissertação de mestrado: Luis Mo(r)tt, a mente que o Brasil não vive sem! Não, bincadeira! Será: já que o homem tem direitos no Estado Brasileiro por nascer ser humano, de onde viriam os direitos exclusivos dos homossexuais, chamados, brilhantemente por Mo(r)tt de homoafetivos? Seria da generosidade em doar o precioso?(Problema de pesquisa).
    Sinceramente, se eu for na JMJ, não vou nem conseguir olhar para o Papa! Irei lembrar-me das sábias palavras de Mo(r)tt por toda a noite! kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  2. Ainda bem que vcs não fizeram como os fariseus,senão o povo iria odiá-los.
    Vejam como os protestantes fazem nos trens e praças públicas,ofendendo a todos,
    muito feio isso viu! parabéns! vcs foram educados e não ofenderam os gays com palavras.

  3. É desconcertante a insolência destes “homoafetivos” em admoestar o Pontífice Romano. Cita a Constituição Federal de 1988 para exigir direitos que negaram aos católicos em sua manifestação (15ª Parada do orgulho LGBT de 2011) contrariando a disposição constitucional:
    “Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
    VI – é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias;
    VIII – ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;” carecem desta forma, de estatura moral para este ato de admoestação. Fora isso, com que autoridade subvertem o sentido da palavra “eunuco” para seus próprios fins? Além disso, como podem fazer qualquer tipo de recomendação contra a homofobia uma vez que pregam a “heterofobia”? Além disso, como podem insuflar jovens católicos a manifestarem-se a favor de algo com qual NÃO concordamos (homosexualismo)? E finalmente, como podem em livre consciência incentivar a prática da pedofilia (ou efebofilia)? “A idade do livre consentimento sexual no Brasil é 14 anos, segundo o Estatuto da Criança e Adolescente (ECA), porém, é mais tranquilo só relacionar-se com maiores de 18 anos.”
    Deixo aqui meu ato de repúdio à carta do grupo LGBT da Bahia.

  4. Querem respeito??? Mas não se dão ao respeito,não nos respeitam e exigem que sejam tratados com respeito? Que o Papa fale sim contra a pratica homossexual! Que fale mesmo!! Chega de uma minoria Gay querer sujeitar uma maioria as suas libertinagens!

  5. Eles que se expressem como quiserem de acordo com a anuência das leis. Mas no campo Católico, que não venham nos dizer o que temos que fazer ou falar. Não vamos deixar barato para esses grupos gays, ou quem quer que seja que venha tumultuar e criar caso com a nossa fé Cristã.

  6. Apesar das muitas tentativas, inclusive ^legais^, entendo que o Brasil continua sendo um pais Catolico. Nao o vejo como laico pois os catolicos somam numero representativo, senao predominante no pais. A vinda deste Papa e dos anteriores atestam isto (e quase tivemos um Papa brasileiro). Preconceito e discriminacao sao assuntos correntes junto aos catolicos , mas acredito que ainda nao perdemos o direito a livre expressao de nossas opinioes, de pensar diferente do outro e assim poder manifestar com respeito, o que nao se trata de preconceito e nem de discriminacao. Cada um, ainda, tem o direito legal de poder educar seus filhos de acordo com o que pensa, ainda nossos pastores tem o direito legal de orientar os seus fieis de acordo com as orientacoes de sua religiao e o fiel de aceitar a orientacao se assim o desejar.

  7. O texto é uma mistura de deboche e ataque. Podem esperar, porque virão mais e alguns não serão restritos ao puro deboche. Seria muita ingenuidade achar que a presença do PAPA no país, acompanhado por uma multidão de jovens do mundo inteiro, iria mesmo passar despercebida pelo inferno e seus seguidores. Agora me lembrei das palavras do Senhor, não lembro em qual dos Evangelhos e nem o versículo, pelas quais Ele alertava: “não se iludam, porque vai chegar ao ponto em que vão matar vocês, achando que estão oferecendo um sacrifício a Deus”.
    O curioso mesmo, em meio ao deboche, é a citação da presença de cantores mundanos a fim de justificar a tal “admoestação”. Confesso que estou curioso para ver o Michel Teló dançando sensualmente em suas calças coladas e cantando versos do tipo “dar um passadinha na minha humilde residência pra gente fazer amor”, ou “o jeito é dar um fugidinha com você”! Bom, será que isso vai acontecer antes ou depois da celebração Eucarística? Antes ou depois da adoração ao Santíssimo? Ou será que os representantes de Satanás que estão meio à organização do evento pretendem que cantem “isso” durante a celebração da mesmo!?
    Ufa! Senhor tenha paciência!

  8. Sinceramente, não acredito que li isso (quer dizer, infelizmente acredito). É muita petulância os defensores do homossexualismo quererem ensinar a Igreja Católica sobre o que Cristo e a Bíblia disseram, além de retirar nossa liberdade de pensamento e expressão!!! Revoltante!!!

    PS.: Mais um motivo para não abrir mão dos brilhantes cantores católicos que temos para apoiar cantores (sic) seculares

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.