Satânica profanação pública de imagem de Cristo em Santiago de Chile

1
160609 Marcha de estudiantes en capital chilena terminó con saqueo a iglesia, el saqueo incluyó la destrucción de una figura de Cristo 02
Momento da profanação do Santíssimo Crucificado faz lembrar a própria Paixão. Desta vez foi feita em nome da Revolução Cultural gramsciana que se espalha pelo Ocidente

Agitadores do gênero dos Black Blocs, que tentaram deturpar as manifestações antipetistas no Brasil, se aproveitaram de uma manifestação do movimento estudantil chileno – aliás, de fortes tonalidades esquerdistas – para partir ao assalto de igrejas católicas históricas no centro de Santiago.

Num dos atentados, eles arrebentaram as portas da Igreja da Gratidão Nacional, alvo muito procurado pelos agitadores de esquerda.

Além de roubarem objetos religiosos, arrancaram um adorável e grande Crucifixo, arrastando-o até à rua, para cometer em seguida atroz e simbólica profanação, acompanhada de satânica destruição, informou o siteInfocatólica.

O Pe. Marek Burzawa, responsável pela paróquia, tinha previsto os incidentes e solicitado proteção policial ao prefeito da cidade. Mas as autoridades do país presidido pela militante socialista Michelle Bachelet mostraram-se pouco alertas e só intervieram quando o mal estava feito.

Consumatum est: o crime horrendo foi praticado. A Misericórdia divina aguarda ainda  pela reparação para perdoar. A Justiça divina também aguarda sua hora.  Quando chegar o dia, o que é que Juiz supremo vai dizer para a Terra?
Consumatum est: o crime horrendo foi praticado. A Misericórdia divina aguarda ainda
pela reparação para perdoar. A Justiça divina também aguarda sua hora.
Quando chegar o dia, o que é que Juiz supremo vai dizer para a Terra?

O pároco culpou a Prefeitura, que autorizara a manifestação, e anunciou o estudo de ações legais. Não temos notícia de reparações religiosas proporcionadas à imensidade da blasfêmia.

Os fautores do crime religioso pretendem ser a vanguarda da mais moderna Revolução Cultural – como o pensador marxista italiano Antônio Gramsci a concebeu.

Essa Revolução é genuinamente ateia e materialista como diz ser?

Do que serve aos militantes do ateísmo e do materialismo espezinhar uma imagem de gesso, que para eles é só matéria?

Na realidade, há um ódio que supera o raciocínio e o mero materialismo: ele provém do mais fundo dos infernos e se volta contra Cristo, a Igreja Católica e seus mais autênticos símbolos e seguidores.

1 COMENTÁRIO

  1. A Igreja de Cristo nasceu perseguida, continua perseguida e o será até a volta de Jesus. Os mártires vão se sucedendo e se avolumando. Nossa indignação ao sacrilégio só é amenizada pela promessa de Jesus de que “as portas do inferno” não prevalecerão contra sua única Igreja. (Mt 16,18).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.