Esclarecimentos sobre o Inferno

5

Doutrina católica sobre o Dogma do Inferno.

1. Confirmações do terrível dogma do Inferno

a) Existe o inferno? – Provas pedidas ao Bom Senso– Pe. Lacroix – Editora S. C. J- Taubaté

Eis o primeiro opúsculo original que apareceu entre nós sobre o palpitante problema do Inferno (1′ edição em 1929 e 2a em 1937), com 231 págs., de formato médio (15 x 11 cm). Trata do assunto profunda e sumariamente em doze capítulos, dando em confirmação ao dogma do Inferno quatro provas filosóficas, tiradas do bom senso, e respondendo satisfatoriamente a doze perguntas ou objeções.

Como cada dogma da Igreja tem suas razões filosóficas, tiradas do bom senso humano, e como correm mundo, de boca a boca, os mesmos sofismas contra a existência do Inferno, cuidou o autor em salientar, sobretudo, as razões opostas do bom senso comum e examinar, em seguida, o valor das provas aduzidas. Por fim, expõe, no cap. IX a universalidade da crença no Inferno e, no cap. X, a respectiva doutrina do Cristianismo.

Em abono da crença geral no Inferno entre os Judeus, cita o autor os seguintes tópicos da Bíblia: Moisés (Deut. 32, 22), Jó (c. 10), Judite (16. 21), Isaías (33, 14 e 34, 24), Jerenúas (23, 40), Daniel (12, 2) e São João Batista (Mat. 3, 12), e conclui: “Eis aí testemunhos de grande valor, alguns dos quais de veneranda Antigüidade. Muitos séculos, pois, antes da história grega e latina, já existia a crença no Inferno, sendo que os Livros sagrados falam nele muitíssimas vezes como numa verdade reconhecida por todos, ao menos por todos os crentes“.

Estendia-se a crença no Inferno (Tártaro) e no Purgatório a todos os povos pagãos do mundo antigo. Quanto mais progrediram na cultura, tanto mais documentos deixaram dessas crenças, desde os Assírios, Caldeus e Egípcios até os Gregos e Romanos. Muitos poetas e escritores falaram dessa crença geral entre eles, senão da própria universalidade dessa crença entre todos os povos do mundo. O autor cita os seguintes: Homero, Orfeu, Hesíodo, Lino, Horácio, Ovídio, Virgílio, Sêneca etc.; Sócrates, Platão, Aristóteles, Cícero, Lucrécio, Celso. Eis, como exemplo, um trecho impressionante de Lucrécio (De natura rerum, lib. I, III): “Já não se tem mais sossego, é impossível dormir tranqüilo: por quê? porque se tem que recear, depois desta vida, penas eternas, pelo medo das quais nenhum mortal pode ser feliz …….” 0 ímpio Voltaire confessa (Ad- dit. à l‘Híst. Génér.): “A opinião da existência tanto de um Purgatório quanto de um Inferno é da mais remota Antigüidade“. – Surgindo subterfúgios em contrário cumpre não esquecer as palavras de Joubert (Pensées et Essais et Maximes, t. 1, p. 318): “Desde que um raciocínio ataca o instinto e a prática universal, pode ser dificil refutá-lo, mas certissimamente é enganador e falso” (p. 194).

No Novo Testamento salienta-se a crença na existência do Inferno como uma das verdades fundamentais da religião de Cristo. Nosso Senhor não assinalou essa verdade só duas ou três vezes e superficialmente, porém quinze vezes, e isso do modo mais explícito e impressionante, como em Marcos (9, 42), Lucas (16, 19), e Mateus (25, 41). Também os Apóstolos se referiram repetidas vezes ao castigo do fogo eterno, como São Judas (c. 7), São Paulo (II Tess. 1, 9) e São João (Apoc. 14, 11; 20, 10). No sentido óbvio de todos esses textos existe, insofismavelmente, o fogo eterno do Inferno.

b) Cristo e os demônios – Dr. P. Armando Polz (171 págs. de formato francês), Editora S. C. J., Taubaté

O assunto demônios é correlativo ao do Inferno. Se existem espíritos condenados por Deus ao castigo eterno do Inferno, e se esses procuram arrastar consigo, na perdição eterna, o maior número possível de homens, claro é que deve existir, para todos os réprobos, como que uma imensa cadeia infernal, tal como a aponta a fé cristã, um braseiro de tormentos eternos horríveis.

Na introdução, o autor dá uma orientação geral acerca do assunto, expondo a crença pagã, judaica e cristã sobre os demônios.

Quem deve perfeitamente conhecer os demônios não é senão o próprio Deus e Nosso Senhor Jesus Cristo. De inúmeros textos da Sagrada Escritura tira e concretiza o autor a palavra de Cristo sobre os demônios. Na 1o parte assinala nove características dos demônios; na 2o parte prova o triunfo de Cristo sobre eles todos. Da absoluta superioridade de Cristo sobre o demônio tira o autor a última conclusão da incontestável divindade de Cristo.

Se, pois, existem os demônios, tais quais o próprio Cristo os pintou, como inimigos de Deus e dos homens, deve existir o Inferno, ao qual todos eles estão condenados para sempre, juntamente com os homens seduzidos por eles e revoltados contra Deus.

2. No caminho do Inferno estão os ímpios e os pecadores impenitentes

Os ímpios vêm a ser chamados também os sem-Deus. Nada querem saber de Deus, nem de Cristo e de sua Religião. Chegam mesmo a odiá-los e persegui-los. Formam o imenso exército de satanás neste Mundo. A ele pertencem, como chefes invisíveis, a maçonaria e as similares sociedades secretas. A ele pertencem todos os niilistas, anarquistas, bolchevistas e comunistas militantes do Mundo. A ele pertencem todos os sem-Deus, que o negam teórica ou praticamente e vivem sem Ele. Inúmeros estão nessa condição. A conseqüência é fatal: como nada querem saber de Deus durante a vida e perseguem a religião o mais que podem, sua sorte eterna não pode ser senão a dos sem-Deus, a serem relegados ao Inferno e atormentados pelos demônios por toda a eternidade.

No caminho do Inferno estão igualmente todos os pecadores impenitentes. São Paulo preveniu (I Cor. 6): “Não vos enganeis: nem os ímpios, nem os idólatras, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os ébrios possuirão o reino do Céu”. Além dos pecados de ação, há os de omissão, deixando-se de cumprir graves obrigações de estado ou de profissão, do estado matrimonial, sacerdotal ou religioso, da profissão exercida ou do cargo assumido. Ninguém pode dispensar-se do seu cumprimento. Dai resulta na vida de cada um, a possibilidade de cometer numerosos pecados mortais, por pensamentos, palavras e obras, pecados de orgulho, de injustiça e de luxúria.

Se o pecado grave em si merece o castigo do Inferno, só atira ao mesmo, caso não seja retratado, arrependido e reparado, como acontece na impenitência final do homem que morre em seu pecado ou impenitente. Errar e pecar é humano, mas obstinar-se no erro e perseverar no pecado, é diabólico. Se no momento de pecar o homem se deixa facilmente fascinar pelo deleite pecaminoso, logo depois de cometido o pecado, os olhos se lhe abrem e volta-lhe o bom senso; ele sente-se então naturalmente envergonhado e levado ao arrependimento. Se pelo contrário ele se obstinar no pecado, tanto mais culpado ele se torna. A obstinação no mal é um pecado contra o Espírito Santo. O adiamento da conversão leva muitíssimas vezes ao sumo castigo da impenitência final e conseguintemente ao Inferno.

N. B. – Como dedução lógica do que vem exposto cumpre finalmente notar que, além dos declarados inimigos de Deus, cairão fatalmente no Inferno todos os que desse nada querem ouvir, ler e saber, e que com Ele não se importam e vivem como se Ele não existisse.

3. Alternativa fatal

Deus colocou o homem num mundo de maravilhas que o encantam, com a ordem de dominar as criaturas, de usá-las sem abusar delas, de dar a Ele o que Lhe deve, de adorá-Lo, glorificá-Lo sobre tudo, e de amar o próximo como a si próprio. Deu-lhe suficiente inteligência, para discernir o bem do mal, e suficiente força para evitar o mal e praticar o bem. Pela oração oferece-lhe quantas graças ele precisar, para cumprir o seu destino.

Enquanto o homem vive na Terra, acha-se atirado entre dois extremos, entre a definitiva posse de Deus no Céu e a sua definitiva perda no Inferno. Cumpre-lhe escolher entre o Sumo Bem e o Sumo Mal. Por sua vida revela-se pró ou contra Deus, amigo de Deus ou revoltado contra Ele. Se o homem preferir os bens perecíveis deste Mundo às recompensas espirituais do outro, perderá todos eles, os deste e os do outro Mundo. No fim da vida ficará relegado ao extremo oposto a Deus, entregue aos demônios e abandonado aos mais horríveis tormentos do Inferno.

Cada dia da sua vida encontra-se o homem de novo nesta terrível alternativa, quanto a sua sorte definitiva eterna. A essa alternativa ninguém pode fugir. Para todos é a fatalidade final. Ao morrer, cada um receberá a recompensa do que tiver preferido em sua vida terrestre cada dia mais seguramente: ficará com Deus no Céu eternamente, ou ficará relegado ao Inferno, para o lugar da reprovação eterna e de tormentos sem fim. Ninguém escapará a esse dilema, a essa alternativa fatal. Ninguém fugirá das mãos de Deus. Diante de Deus, não há fuga possível, senão para Ele.

4. Temor e amor de Deus

Antes de tudo insistiu Nosso Senhor para com seus ouvintes na indispensável necessidade do santo temor a Deus. Basta lembrar o texto de São Mateus (10, 28): “Não temais aos que podem trucidar o corpo, mas não podem matar a alma. Muito antes temei Aque- le que pode atirar corpo e alma ao Inferno“. – O papel que na vida espiritual cabe ao temor a Deus é básico: “É a última barreira contra a qual vem esbarrar a violência da tentação. Se ela ficar firme, o homem se salva do naufrágio do pecado. Se ela não resistir, toma-se ele vítima da própria perversidade” (p. 62 da obra citada). Em realidade: “O temor de Deus é o início da sabedoria”(Prov. 1, 7).

O temor e o amor a Deus não se excluem, mas superpõem-se e completam-se mutuamente. Entre ambos há mais o motivo de interesse. Temor, interesse e amor, lícitos ou ilícitos, são os três únicos motivos que põem e mantêm o Mundo inteiro em movimento. Se o amor a Deus não é suficiente para levar o homem a cumprir a lei de Deus, restam os dois primeiros motivos, o do próprio interesse e o do temor a Deus. Esse é o último recurso de Deus para obrigar o homem a andar direito e cumprir os seus deveres. Deus aceita o serviço e o arrependimento humanos inspirados pelo temor reverencial ou filial, como também os inspirados pelo medo ao castigo, pelo que o pecador se afasta realmente do pecado, porque ofende e irrita a Deus. Fora da confissão, só vale a contrição perfeita de amor a Deus para se obter perdão. Resulta daí o imenso beneficio e a imensa vantagem que a Confissão oferece aos Católicos.

Foi por amor ao homem que Deus criou o Mundo com todas as suas belezas. Foi por amor que Deus destinou o homem a viver um dia juntamente com Ele no Céu, em companhia de todos os Anjos e Santos. No entanto, o homem devia querer e merecer essa felicidade, e tomar-se digno da companhia divina por uma adequada vida e fidelidade a Deus. Esta é a razão do estado transitório do homem e da provação a que ele está submetido neste Mundo até a sua morte. O próprio Inferno, Deus o criou por amor aos homens, para obrigar-nos e quase forçar-nos a amá-Lo devidamente. Mas quem se recusar a se render ao amor de Deus e obstinar-se por maldade em servir aos ídolos da Terra, perderá fatalmente o Céu com a eterna felicidade, e cairá no Inferno de tormentos eternos. Enquanto, porém, o homem continuar a viver neste Mundo, Deus procura, sem cessar, atraí-lo para Si e convertê-lo, oferecendo-lhe graça e perdão. De braços abertos acolherá a qualquer momento o filho pródigo contrito, com suma bondade e misericórdia.

5. Ilimitada confiança na infinita bondade e misericórdia de Deus

(Revelações tiradas de Convite a uma Vida de Amor, de Sóror Josefa Menendez, 2a. ed., 1948, das págs. 94 a 133).

Ensinar-te-ei os meus segredos de amor, e tu serás exemplo vivo da minha Misericórdia, porque, se tenho tanto amor e predileção por ti que não és mais que miséria e nada, que não farei Eu por muitas outras almas mais generosas do que tu?

Farei conhecer que a minha obra repousa sobre o nada e a miséria, e que esse é o primeiro anel da cadeia de amor que desde toda a eternidade preparo às almas.

Farei conhecer até que ponto o meu Coração as ama e lhes perdoa. Vejo o íntimo das almas. …. O ato de humildade que fazem reconhecendo sua fraqueza. …. Pouco se Me dá a fraqueza delas. …. Supro o que lhes falta.

Farei conhecer como é que o meu Coração se serve dessa fraqueza para dar a vida a muitas almas que a perderam. Farei conhecer que a medida do meu Amor e da minha Misericórdia para com as almas caídas não tem limites. ….

Se tu és um abismo de miséria, Eu sou um abismo de Bondade e Misericórdia. O meu Coração é teu refúgio. Vem procurar nele tudo aquilo de que precisas, ainda mesmo que se trate de coisa que Eu te peça.

Não julgues que deixarei de amar-te por causa das tuas misérias, não: meu Coração ama-te e não te abandonará jamais. Bem sabes que é propriedade do fogo abrasar e destruir: assim é próprio do meu Coração perdoar, purificar e amar.

Não te disse muitas vezes que o meu único desejo é que as almas Me dêem as suas misérias? Se não ousas aproxímar-te de Mim, aproximar-Me-ei Eu de ti.

Quanto mais fraquezas encontrares em ti, tanto mais Amor encontrarás em Mim. Pouco Me importam as tuas misérias, o que Eu quero é ser o Dono de tua miséria.

A tua pequenez dá lugar à minha grandeza. …. A tua miséria e mesmo os teus pecados dão lugar à minha Misericórdia. …. A tua confiança atrai o meu Amor e a minha Bondade.

Não vos peço senão aquilo que tendes. Dai-Me o vosso coração vazio e Eu o encherei; dai-Mo despido de tudo e Eu o revestirei; dai-Me as vossas misérias e Eu as consumirei. O que não vedes, Eu vo-lo mostrarei … Pelo que não tendes, responderei Eu.

Há muitas almas que crêem em Mim, mas poucas que acreditam no meu Amor; e, entre as que acreditam no meu Amor, são pouquíssimas as que contam com a minha Misericórdia. ….

Se peço amor em correspondência ao que Me consome, não é o único retomo que desejo das almas: desejo que creiam na minha Misericórdia, esperem tudo da minha Bondade, e não duvidem nunca do meu perdão.

Sou Deus, mas Deus de Amor! Sou Pai, mas Pai que ama com ternura e não com severidade. O meu Coração é infinitamente santo, mas também é infinitamente sábio e, como conhece a miséria e a fragilidade humanas, inclina-se para os pobres pecadores com Misericórdia infinita.

Amo as almas depois que cometeram o seu primeiro pecado se vêm pedir-Me humildemente perdão. …. Amo-as ainda, quando choram o seu segundo pecado e, se isso se repete, não digo um bilhão de vezes, porém milhões de bilhões de vezes, amo-as e perdôo-lhes sempre e lavo no meu Sangue o último, como o primeiro pecado!

Não Me canso das almas e o meu Coração espera sempre que venham refugiar-se nEle, por mais miseráveis que sejam! Não tem um pai mais cuidado com o filho que é doente, do que com os que têm boa saúde? Para com esse filho, não são maiores as suas delicadezas e a sua solicitude? Assim também o meu Coração derrama sobre os pecadores, com mais liberalidade do que sobre os justos, a sua compaixão e a sua ternura.

Quantas almas encontrarão a vida nas minhas palavras! Quantas cobrarão ânimo ao ver o fruto dos seus esforços: um pequeno ato de generosidade, de paciência, de pobreza, pode vir a ser um tesouro e ganhar para o meu Coração um grande número de almas. …. Eu não atendo à ação: atendo à intenção. O menor ato, feito por amor, pode adquirir tanto mérito e dar-Me tanta consolação! O meu Coração dá valor divino às menores ações. O que quero é amar. Não procuro senão amor. …. Não peço senão amor.

O fogo eterno do Inferno será a merecida paga pelo Amor de Deus desprezado, calcado aos pés.

5 COMENTÁRIOS

  1. I Corintos 15 29. De outra maneira, que intentam aqueles que se batizam em favor dos mortos? Se os mortos realmente não ressuscitam, por que se batizam por eles? –

    BATISMO PELO MORTOS?

    “Uma das soluções mais razoáveis do texto em lide é o que o apóstolo S. Paulo, ao debater a doutrina da ressurreição,(TODO O CAPÍTULO 15) cita um costume pagão ou herético de sua época, SE BEM QUE NÃO O APROVA”.

    • Burrice minha cara irmã protestante é deixar-se levar pelo mesmo espírito que levou Lutero, Calvino e cia limitada ao erro. Use lógica, se Deus Pai Omnipotente provem o Espirito Santo de União… de quem vem o espirito de separação, intriga e discordia que inspirou e ainda inspira vocês protestantes a se levantarem contra a Unam, Sancta Ecclesiam Catholicam.
      Retrata-te e peça perdão a Deus de seu abominavel pecado e procure saber quem Lutero era antes de ser um protestante e verá que aquele pelo qual os hereges chamam de libertador era um homicida e adultero.

    • o que me espanta é que estão ensinando ainda hoje estas barbaridades o deus deles é um psicopata, quem em sã consciência vai servir um deus ditador pior que o mais mesquinho dos homens quando Jesus fés questão de ensinar e falar de um Deus de amor e de justiça que não tem prazer na morte do impio mas quer salvá-lo para lhe dar a imortalidade ou eternidade eles os religiosos criaram um mito com o Objetivo de explorar os coitados pelo terror eles denigrem o caráter de Deus ensinando filosofias dos homens sobre um Deus que eles não conhecem ainda bem que existe pessoas que são libertas de tanta sandice que é ensinada por este império de religião falsa que existe no mundo eles falam dos protestantes como se fossem diferentes todos que usam estes argumentos leem a bíblia para distorcer para sua própria perdição eles que fiquem com seu deus criminoso e ditador por que o meu Deus é aquele que Jesus disse, quem vê a mim vê o Pai o Deus misericordioso e justo que deseja salvar e não colocar todo o mundo no inferno ou sei la oque,o medo já é uma barreira para o homem se chegar a Deus e não é fácil tirar as pessoas deste engano a milênios que a humanidade sofre com estes enganos que os tiranos usam para dominalos

  2. O primeiro é fazermos agora, por nós mesmos, penitência dos nossos pecados, e praticar boas obras o mais que pudermos, e não pôr a nossa esperança em sufrágios futuros.
    E isto devemos fazer sem demora, antes que sejamos assaltados por algum acidente (Gál 6, 10).

    AS SEITAS PROTESTANTES DIZEM DESCARADAMENTE QUE NÃO EXISTE O PURGATÓRIO ISSO É UMA PIADA

    PRIMEIRO O NOME PURGATÓRIO NÃO EXISTE NA BÍBLIA
    POR QUE FOI A IGREJA QUE COLOCOU ESSE NOME NA SUA DOUTRINA

    PARA SE REFERIR AO NOME DO DOGMA DO PURGATÓRIO

    AGORA PRA CALAR DE VEZ AS SEITAS PROTESTANTES

    SOBRE O QUE REALMENTE É O PURGATÓRIO
    VOU MOSTRAR BIBLICAMENTE PARA QUEM NÃO SABE
    QUE O PURGATÓRIO PODE SER CHAMADO DE PURGAÇÃO OU ESPIAÇÃO DAS ALMAS

    ESSAS DUAS PALAVRAS VOCÊ ENCONTRA EM VÁRIAS PASSAGENS BÍBLICAS

    RESUMINDO A ESPIAÇÃO COMO A PURGAÇÃO EXISTENTES BÍBLICAMENTE
    A ESSES DOIS NOMES ENTRE OUTRAS REFERÊNCIAS BÍBLICAS COM O MESMO SENTIDO
    A IGREJA COLOCOU O NOME DE A DOUTRINA DO PURGATÓRIO

    AGORA IRMÃOS E IRMÃS CATÓLICAS O NOME EXPIAÇÃO E PURGAÇÃO É FACILMENTE ENCONTRADO NA BÍBLIA

    E POSSUI O MESMO GRAU E SENTIDO DO NOME PURGATÓRIO QUE É PREGADO DOUTRINAMENTE PELA SANTA IGREJA CATÓLICA APOSTÓLICA ROMANA

    RESUMINDO O PURGATÍRIO TAMBÉM É CHAMADO DE PURGAÇÃO OU EXPIAÇÃO

    AGORA A ÚNICA DIFERÊNÇA DISSO TUDO É APENAS O NOME QUE A IGREJA DEU A ESSE PROCESSO QUE SE CHAMA DOUTRINA DO PURGATÓRIO

    AGORA PARA VOCÊS TIRAREM TODAS AS SUAS DUVIDAS SOBRE ESSE ASSUNTO

    VOU MOSTRAR NESSE ESTUDO

    ALGUNS VERSÍCULOS BÍBLICOS QUE COMPROVAM A EXISTÊNCIA DA PURGAÇÃO E DA EXPIAÇÃO QUE A IGREJA DEU O NOME DE DOUTRINA DO PURGATÓRIO

    VEJA

    Porém, diz o Senhor pelo profeta Zacarias, que Ele mesmo, mais que o fogo, (PURGARÁ) e limpará a alma eleita, ativando com Seu hálito as suas chamas (Zac 3, 9).

    IRMÃOS E IRMÃS NESSA PASSAGEM DEUS AFIRMA CLARAMENTE QUE DEPOIS DE MORTO

    ELE DIZ QUE LIMPARÁ A ALMA ELEITA
    E SE A ALMA JÁ É ELEITA ELA JÁ NÃO É MAIS CONDENADA

    MAIS MESMO ASSIM DEUS DIZ CLARAMENTE QUE LIMPARÁ A ALMA ELEITA COM PURGAÇÃO E COM SEU HÁLITO EM CHAMAS

    AQUI MOSTRA CLARAMENTE QUE ATÉ MESMO UMA ALMA ELEITA PODE MORRER COM UM PECADO VENIAL E POR ISSO ELA TEM QUE PASSAR POR UMA ESPIAÇÃO PARA SE PURIFICAR

    OLHA PURGARÁ É UM NOME BÍBLICO

    E ESSE NOME PURGARÁ POSSUI A MESMA EXÊNCIA DO NOME PURGATÓRIO
    OU DO NOME EXPIAÇÃO OU PASSAR PELO FOGO POIS ESSES NOMES
    POSSUEM O MESMO SENTIDO DE PURIFICAR-SE DA MANCHA DO PECADO

    AGORA VEJAM AQUI
    ALGUMAS OUTRAS REFERÊNCIAS QUE COMPROVAM A PASSAGEM PELO FOGO

    Porque todo homem será salgado pelo (FOGO)” (Marcos capítulo 9)

    SERÁ QUE UM HOMEM É SALGADO VIVO NO FOGO?

    VEJAM MAIS REFERÊNCIAS

    Purifica-me com hissope, e ficarei puro; lava-me, e ficarei mais branco do que a neve. Salmos 51:7
    VEJAM MAIS REFERÊNCIAS
    Em toda a terra, diz o Senhor, as duas partes dela serão exterminadas, e expirarão; mas a terceira parte restará nela.
    9 E farei passar esta terceira parte pelo (FOGO}, e a purificarei, como se purifica a prata, e a provarei, como se prova o ouro.
    Ela invocará o meu nome, e eu a ouvirei; direi: É meu povo; e ela dirá: O Senhor é meu Deus.

    AGORA NESSE VERSÍCULO SE DIZ QUE É AÇOITADO PARA SAIR DA MORADA DOS MORTOS
    VEJA
    Castigando-o com a vara, salvarás sua vida da morada dos mortos. (Provérbios 23,14)

    AGORA COMPARE ESSE VERSÍCULO COM LUCAS 12

    E o servo que soube a vontade do seu senhor, e não se aprontou, nem fez conforme a sua vontade, será CASTIGADO com muitos açoites;

    Mas o que a não soube, e fez coisas dignas de açoites, com poucos açoites será CASTIGADO.

    AGORA

    VEJAM MAIS REFERÊNCIAS CLARAS SOBRE O MESMO ASSUNTO

    Debaixo da terra se agita a morada dos mortos, para receber-te à tua chegada; despertam em tua honra as sombras dos grandes, e todos os senhores da terra, e levantam-se de seus tronos todos os reis das nações. (Isaías 14,9)
    VEJA MAIS REFERÊNCIAS A ESSE ASSUNTO
    Qual é o vivo que se livra da morte, ou pode subtrair a sua alma ao poder da morada dos mortos? (Salmos 88,49)
    ISSO É FATO

    AGORA VEJA NESSE VERSÍCULO UMA OUTRA REFERÊNCIA SOBRE A PURGAÇÃO

    Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador.
    Cada galho em mim que não produz fruto ele tira fora: e cada galho que produz fruto,
    Ele o (PURGA) para que traga mais fruto (João 15:1, 2).

    Se o homem não permanece em mim, ele é lançado fora como um galho, e é murchado; e homens os ajuntam e os lançam dentro do (FOGO), e eles são queimados (verso 6).

    QUEM ENTENDE PARABÓLAS FACILMENTE NESSA PASSAGEM SABE DO QUE JESUS SE REFERE

    IRMÃOS E IRMÃS CATÓLICAS
    Agora vejam aqui mais um exemplo bem claro desta purificação
    Está em (Malaquias 3, 1- 4) onde diz: “Vou mandar o meu mensageiro para preparar o meu caminho.

    E imediatamente virá ao seu templo o Senhor que buscais, o anjo da aliança que desejais.
    Ei-lo que vem – diz o Senhor dos exércitos.

    Quem estará seguro no dia de sua vinda?
    Quem poderá resistir quando ele aparecer?

    Porque ele é como o (FOGO) do fundidor, como a lixívia dos lavadeiros.
    Sentar-se-á para fundir e purificar a prata;

    Purificará os filhos de Levi e os refinará, como se refinam o ouro e a prata;
    Então eles serão para o Senhor aqueles que apresentarão as ofertas como convêm.
    E a oblação de Judá e de Jerusalém será agradável ao Senhor, como nos dias antigos, como nos anos de outrora”.

    NESSA PASSAGEM MOSTRA CLARAMENTE A DOUTRINA DO PURGATÓRIO
    OU SE AS SEITAS PROTESTANTES PREFERERIR A DOUTRINA DA PURGAÇÃO OU A DOUTRINA DA ESPIAÇÃO

    AGORA VEJA UMA PASSAGEM EM LEVÍTIVO

    Levítico 23
    26 Disse mais o Senhor a Moisés:

    27 Ora, o décimo dia desse sétimo mês será o dia da (EXPIAÇÃ); tereis santa convocação, e afligireis as vossas almas; e oferecereis oferta queimada ao Senhor

    AGORA VEJA NESSE VERSÍCULO

    Hebreus 12: 22-23 – Você, no entanto, você veio ao Monte Sião, e à cidade do Deus vivo, da Jerusalém celestial, a miríades de anjos, atendendo assembléia solene dos primogênitos inscritos nos céus,
    E a Deus, juiz universal e aos espíritos dos justos sua consumação.

    NESSE VERSÍCULO DIZ QUE DOS ESPIRÍTOS DOS JUSTOS SUA CONSUMAÇÃO
    ESSA PASSAGEM DIZ TUDO

    IRMÃOS E IRMÃS CATÓLICAS O PURGATÓRIO NÃO É FABULA MAIS É REAL

    E A PRÓPRIA BÍBLIA MOSTRA ISSO CLARAMENTE SEM NENHUMA CONTRADIÇÃO

    RESUMINDO A IGREJA PODERIA USAR O MESMO NOME BÍBLICO QUE EXISTE DENTRO DA BÍBLIA DE PURGAÇÃO OU DE ESPIAÇÃO E ASSIM USAR O NOME BÍBLICO DE AS ALMAS SE ENCONTRAM EM ESPIAÇÃO OU DE PURGAÇÃO

    AQUI A UNICA DIFERENÇA É COMO EU JÁ DISSE

    É SÓ O NOME QUE A IGREJA COLOCOU DE PURGATÓRIO

    AGORA REFORÇANDO ESSA TESE VEJA O QUE DIZ SÃO PAULO

    Porque ninguém pode por outro fundamento além do que já foi posto, o qual é Jesus Cristo.
    E, se alguém sobre este fundamento formar um edifício de ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno, palha, a obra de cada um se manifestará;

    Na verdade o dia a declarará, porque pelo FOGO será descoberta; e o FOGO provará qual seja a obra de cada um.

    Se a obra que alguém edificou nessa parte permanecer, esse receberá galardão.
    Se a obra de alguém se queimar, sofrerá detrimento, mas o tal será salvo, todavia como pelo FOGO” (1 Coríntios 3:11-15).

    SÃO PAULO AQUI MOSTRA CLARAMENTE A EXISTÊNCIA DO PURGATÓRIO
    O QUE É COMPROVADO INDISCUVELMENTE POR TODOS PADRES DA IGREJA DOS PRIMEIROS SÉCULOS DA ERA CRISTÃ

    AGORA ALGUMAS SEITAS PROTESTANTES INOCENTEMENTE AFIRMAM QUE NESSE VERSÍCULO

    O apóstolo Paulo está falando sobre a sabedoria, e os coríntios estavam tentando edificar a sua igreja por meio de sabedoria humana, que era próprio dos gregos (I Cor. 1:22),

    IRMÃOS E IRMÃS ESSA AFIRMAÇÃO PROTESTANTE É FALSA HERETICA
    E CONTRADITÓRIA SEM NENHUMA BASE BÍBLIA E MUITO MENOS HISTÓRICA

    VOU DA SÓ ALGUNS EXEMPLOS SIMPLES
    SE ESSA AFIRMAÇÃO PROTESTANTE FOSSE VERDADEIRA

    SÃO PAULO CHAMARIA A COMUNIDADE DE CORINTIOS DE HERESES
    POR TENTAR MUDAR O FUNDAMENTO DA IGREJA QUE É JESUS CRISTO

    E MAIS AS COMUNIDADES DE CORINTIOS JÁ TINHA SEUS BISPOS DIÁCONOS E PRESBÍTEROS E ACIÕES
    E NADA ERA DECIDIDO SEM O OVAL DELES

    AGORA QUAL QUER UM DELES QUE QUERESSE TENTAR MUDAR OS ENSINAMENTOS DA IGREJA QUE É JESUS CRISTO
    ISSO SERIA CONSIDERADO UMA GRANDE HERESIA E SÃO PAULO OS ADVERTIRIA DURAMENTE PARA O ARREPENDIMENTO

    VEJA

    MAIS NESSE VERSÍCULO É O CONTRÁRIO POIS SÃO PAULO AFIRMA QUE A OBRA DE CADA UM SERÁ DESCOBERTA PELO FOGO MAIS SE QUEIMAR TODA VIA ELE AINDA SERÁ SALVO COMO TODA VIA PELO FOGO

    AÍ EU TI DIGO MEU IRMÃO VOCÊ TEM COMO DESCOBRIR
    TODAS AS OBRAS TODOS E TODOS OS DESEJOS E TODOS OS PENSAMENTOS E OS ATOS QUE SE ESCONDE DENTRO DA CABEÇA E DO CORAÇÃO DE UM FIEL DENTRO DA IGREJA SEJA ELE PADRE BISPO LEIGO OU UM FIEL CLARO QUE NÃO?

    ISSO SÓ SERÁ DESCOBERTO DIANTE DE DEUS NO SEU TRIBUNAL

    VEJA
    Porque ninguém pode por outro fundamento além do que já foi posto, o qual é Jesus Cristo.
    AQUI SÃO PAULO DIZ QUE DENTRO DO FUNDAMENTO DO QUAL JÁ FOI POSTO QUE É JESUS CRISTO NINGUÉM PODE MUDAR

    MAIS SOBRE ESSE FUNDAMENTO DO QUAL JÁ FOI POSTO SÃO PAULO AFIRMA
    QUE NELES É QUE FICAM NOSSAS OBRAS

    ESSE FUNDAMENTO QUE SÃO PAULO SE REFERE É O DA IGREJA
    POIS JESUS CRISTO
    É A CABEÇA DA IGREJA
    E NÓS SAMOS OS SEUS MEMBROS

    ENTÃO ESSA UNIÃO É O FUNDAMENTO DA IGREJA
    COM TODAS AS SUAS DOUTRINAS

    AGORA MEUS IRMÃOS E IRMÃS SE ALGUM HOMEM QUERER MUDAR ESSE ENSINAMENTO
    ELE JÁ SERIA CONSIDERADO E CHAMADO DE HEREGE

    E ELE JÁ SERIA DURAMENTE ADVERTIDO POR SÃO PAULO PARA UM ARREPENDIMENTO VERDADEIRA

    MAIS NESSA PASSAGEM SÃO PAULO FALA QUE A OBRA DE CADA UM SERÁ MOSTRADA

    VEJA
    A obra de cada um se manifestará;
    Na verdade o dia a declarará, porque pelo fogo será descoberta; e o fogo provará qual seja a obra de cada um.
    Se a obra que alguém edificou nessa parte permanecer, esse receberá galardão.

    IRMÃOS E IRMÃS ESSE VERSÍCULO MOSTRA CLARAMENTE A EXISTENCIA DO PURGATÓRIO

    RESUMINDO
    TUDO O QUE FAZEMOS POR ATOS PALAVRAS E DESEJOS

    UM DIA SE MANIFESTARÁ
    E TODO HOMEM UM DIA VAI PRESTAR CONTAS A DEUS DOS SEUS ATOS

    É POR ISSO QUE SÃO PAULO DIZ QUE O DIA A DECLARARÁ

    E SE A OBRA PERMANECER RECEBE O GALARDÃO

    E ESSE GALADÃO BÍBLICAMENTE É CHAMADO DE A RECOMPENSA NOS CÉUS

    POR ISSO SÃO PAULO DIZ

    Hebreus 9
    27. Como está determinado que os homens morram uma só vez, e logo em seguida vem o juízo,

    Eu vos digo: fazei-vos amigos com a riqueza injusta, para que, no dia em que ela vos faltar, eles vos recebam nos tabernáculos eternos.” (São Lucas 16,9)

    “Eu vos digo que de toda palavra inútil, que os homens disserem, DARÃO CONTA NO DIA DO JULGAMENTO” (Mt 12,36)

    AGORA PARA DESMASCARÁ AS SEITAS PROTESTANTES VOU MOSTRAR REFERÊNCIAS SOBRE OS MORTOS BÍBLICAMENTE

    VEJA

    “Dá de boa vontade a todos os vivos, e não recuses este benefício a um morto” ( Eclo 7,37 )

    VEJA ESSA

    Em minha aflição, invoquei o Senhor, e ele ouviu-me. Do meio da morada dos mortos, clamei a vós, e ouvistes minha voz. (Jonas 2,3)

    AGORA OUTRAS REFERÊNCIAS BÍBLICAS

    Tua majestade desceu à morada dos mortos, acompanhada do som de tuas harpas. Jazes sobre um leito de vermes e os vermes são a tua coberta. (Isaías 14,11)

    OUTRAS REFERÊNCIAS BÍBLICAS

    Por isso a morada dos mortos se alargará, e abrirá desmesuradamente a boca. O esplendor (de Sião) e sua multidão barulhenta, seu alvoroço e sua alegria desaparecerão dela. (Isaías 5,14)

    OUTRAS REFERÊNCIAS BÍBLICAS

    Libertastes-me das profundas entranhas da morada dos mortos, da língua maculada, das palavras mentirosas, do rei iníquo e da língua injusta. (Eclesiástico 51,7)

    AGORA

    No livro II dos Macabeus se afirma que “É um santo e saudável pensamento orar pelos mortos, para que sejam livres de seus pecados”(II Mac. XII , 46).

    VEJA AQUI

    Um outro exemplo que está na Bíblia é o de (2 Macabeus 12, 43-46) onde se diz: “Em seguida, fez uma coleta, enviando a Jerusalém cerca de dez mil dracmas, para que se oferecesse um sacrifício pelos pecados: belo e santo modo de agir, decorrente de sua crença na ressurreição, porque, se ele não julgasse que os mortos ressuscitariam, teria sido vão e supérfluo rezar por eles.

    Mas, se ele acreditava que uma bela recompensa aguarda os que morrem piedosamente,
    Era esse um bom e religioso pensamento; eis por que ele pediu um sacrifício expiatório para que os mortos fossem livres de suas faltas”.

    TA AÍ MAIS UMA BELA E GRANDE COMPROVAÇÃO DA DOUTRINA DO PURGATÓRIO

    Irmãos e irmãs católicos saibas que São Paulo também ensinou que os espíritos dos justos estão na presença de Deus:

    “Estamos, repito, cheios de confiança, preferindo ausentar-nos deste corpo para ir habitar junto do Senhor. É também por isso que, vivos ou mortos, nos esforçamos por agradar-lhe” (2 Cor 5,8-9).

    Nesse versículo eu me pergunto como poderiam os justos esforçarem-se para agradar a Deus após a morte se estivessem dormindo? Ou ainda, como poderiam ausentar-se do corpo e “ir habitar junto do Senhor” se o espírito dos justos não voltassem para Deus que os deu (cf. Ecl 12,7)?

    VEJA

    Qual é o vivo que se livra da morte, ou pode subtrair a sua alma ao poder da morada dos mortos? (Salmos 88,49)
    Libertastes-me das profundas entranhas da morada dos mortos, da língua maculada, das palavras mentirosas, do rei iníquo e da língua injusta. (Eclesiástico 51,7)
    E AINDA EXISTEM SEITAS QUE DESCARADAMENTE NEGAM A DOUTRINA DO PURGATÓRIO

    E MAIS AGORA VEJA QUE O PRÓPRIO SÃO PAULO PREGOU A ARAÇÃO PELOS MORTOS VEJA NESSE VERSÍCULO REFERÊNCIAS CLARAS

    2 Tm. 1:16-18 – Onesíforo está morto, mas Paulo pede misericórdia para com ele “naquele dia.”

    O contexto de “naquele dia” demonstra seu uso escatológico (ver, por exemplo, Rm 2.5,16; 1 Cor 1,8;.. 3,13 e 5,5; 2 Cor 1,14;. Phil 1.6,10;. 2,16; 1 Tessalonicenses 5.2,4,5,8;. 2Ts 2.2,3;. 2 Tm 4.8)..

    Claro, não há necessidade de misericórdia no céu, e não há misericórdia dada no inferno.
    Onde está Onesíforo? Ele está no purgatório

    ESSA PASSAGEM DESMASCARA TODAS AS SEITAS PROTESTANTES BIBLICAMENTE
    NEM VOU USAR ESCRITORES DA ÉPOCA DOS FATOS OCORRIDOS POIS SENÃO ESSA MATERIA FICARIA ENORME

    POR ISSO VOU SÓ USAR A BÍBLIA PARA PROVAR FACILMENTE QUE O PURGATÓRIO COMO AS ORAÇÕES PELOS MORTOS É BÍBLICO

    VEJA

    II Timotio 1
    16. O Senhor conceda sua misericórdia à casa de Onesíforo, que muitas vezes me reconfortou e não se envergonhou das minhas cadeias!
    17. Pelo contrário, quando veio a Roma, procurou-me com solicitude
    E me encontrou.
    18. O Senhor lhe conceda a graça de obter misericórdia “junto do Senhor naquele dia”.

    Sabes melhor que ninguém quantos bons serviços ele prestou em Éfeso.

    Irmãos e irmãs ao ler esse texto podemos entender claramente que São Paulo estava pedindo misericórdia de Deus para um amigo que já havia falecido.

    E MAIS A PATRÍSTICA E OS ESCRITOS DA ÉPOCA MOSTRAM ISSO INCONTESTAVELMENTE

    VEJA MAIS PROVAS CLARAS BÍBLICAMENTE
    I Corintos 15
    29. De outra maneira, que intentam aqueles que se batizam em favor dos mortos? Se os mortos realmente não ressuscitam, por que se batizam por eles?
    VEJA AQUI MAS PROVAS CLARISSÍMAS QUE DESMASCARAM AS SEITAS PROTESTANTES

    II samuel 1

    17. Compôs então Davi o seguinte cântico fúnebre sobre Saul e seu filho Jônatas,
    18. ordenando que fosse ensinado aos filhos de Judá. É o canto do Arco, que está escrito no Livro do Justo:
    19. Tua flor, Israel, pereceu nas alturas! Como tombaram os heróis?

    AGORA VEJA EM

    II reis 23
    17. E o rei perguntou: Que monumento é esse que eu vejo? Os habitantes da cidade responderam-lhe: É o túmulo do homem de Deus que veio de Judá, e que predisse tudo o que fizeste ao altar de Betel.

    18. Deixai-o, disse o rei; paz aos seus ossos. E os seus ossos ficaram intactos, assim como os ossos do profeta que tinha vindo de Samaria.

    Bem meus irmãos, nesses textos podemos observar um planto de 7 dias em favor de um falecido, uma cerimônia de 7 dias anual pela filha de Jefte, um canto para homenagear Saul escrito pelas mãos de Davi e um monumento feito para um homem de Deus.

    Agora mesmo se não existisse um texto Bíblico onde pessoas faziam cerimônias pelos falecidos (o que não é verdade), também não existe um texto condenando tais cerimônias.

    AGORA NOTE ESSA OUTRA REFERÊNCIA BÍBLICA NO QUAL OS OSSOS DE ELISEU RESUCITAM UM HOMEM MORTO

    VEJA

    Depois morreu Eliseu, e o sepultaram. Ora, as tropas dos moabitas invadiram a terra à entrada do ano.

    E sucedeu que, enterrando eles um homem, eis que viram uma tropa, e lançaram o homem na sepultura de Eliseu; e, caindo nela o homem, e tocando os ossos de Eliseu, reviveu, e se levantou sobre os seus pés. 2 Reis 13.

    E NÃO É SÓ ISSO VEJA NA CARTA DE SÃO JUDAS O DIABO QUERENDO POSSUIR O CORPO DE MOISÉS JÁ MORTO

    Carta de São Judas (1,9), Miguel disputou com o Diabo o corpo de Moisés

    Isso nos leva a crer que é da responsabilidade desse anjo tudo o que se relaciona com o mundo dos mortos:

    VEJA
    “Mas quando o arcanjo Miguel, discutindo com o Diabo, disputava a respeito do corpo de Moisés, não ousou pronunciar contra ele juízo de maldição, mas disse: O Senhor te repreenda ”
    (Jud 1,9)

    As seitas protestantes são leigas nesse assunto

    Agora o que devemos entender em primeiro lugar é que todos os pecados causam danos a alma, porém nem todos os pecados resultam na mesma conseqüência, existem os pecados (Mortais) e os pecados (Não Mortais ou Veniais).

    VEJA A PROVA BÍBLICA AQUI

    I João 5 – 16. Se alguém vê seu irmão cometer um pecado que não o conduza à morte, reze, e Deus lhe dará a vida; isto para aqueles que não pecam para a morte.

    Há pecado que é para morte; não digo que se reze por este.
    17. Toda iniqüidade é pecado, mas há pecado que não leva à morte.

    CONCLUINDO EXISTEM PECADOS MORTAIS E VENIAIS
    AGORA MUITAS SEITAS PROTESTANTES PREGAM QUE NÃO EXISTE PECADO GRANDE OU PEQUENO ESSE ENSINO É UMA HERESIA CHEIA DE BLASFÊMIA POR ISSO TOME MUITO CUIDADO

    VEJA

    “Quem me entregou a ti cometeu pecado maior”, disse Ele a Pilatos (Jo 19,11).

    Saibam que todos os pecados causam danos à alma, porém sabemos que nem todos os pecados levam a morte da alma
    (A morte da Alma é ser jogada no lago de fogo Apocalipse 20-14, ou seja, a separação eterna de Deus).

    VEJA NESSA PASSAGEM ONDE DIZ

    Passam os dias na alegria, e descem tranqüilamente à região dos mortos” (JÓ capítulo 21)

    AGORA VEJA NESSA PASSAGEM O QUE SÃO PAULO DIZ

    Conheço um homem em Cristo que há catorze anos foi arrebatado até o terceiro céu. Se foi no corpo, não sei. Se fora do corpo, também não sei; Deus o sabe. 3. E sei que esse homem – se no corpo ou se fora do corpo, não sei; Deus o sabe – 4. foi arrebatado ao paraíso e lá ouviu palavras inefáveis, que não é permitido a um homem repetir” (II Coríntios capítulo 12)

    IRMÃOS AS SEITAS PROTESTANTES NEGAM A DOUTRINA DO PURGÁTORIO INOCENTEMENTE
    PRIMEIRO AS SEITAS PROTESTANTES NÃO TEM HISTÓRIA E MUITO MENOS ARGUMENTOS

    E SEGUNDO RELIGIÃO SE DESCULTE AGORA PONTOS DE VISTA NÃO

    POR ISSO AS SEITAS PROTESTANTES NEGAM PELOS SEUS PONTOS DE VISTA

    VAI ALGUNS EXEMPLOS OS 7 LIVROS DA BÍBLIA QUE ELES TIRARAM DESCARADAMENTE
    OS APOSTÓLOS FAZEM REFERÊNCIAS DESSES LIVROS TIRADOS DA BÍBLIA PROTESTANTE

    AGORA IRMÃOS E IRMÃS CATÓLICAS

    VEJA

    NESSA PASSAGEM QUE MOSTRA CLARAMENTE QUE QUANDO MORREMOS NA FÉ
    A NOSSA ALMA VOLTA PARA DEUS
    VEJA

    Mas as almas dos justos estão na mão de Deus, e nenhum tormento os tocará.
    2. Aparentemente estão mortos aos olhos dos insensatos: seu desenlace é julgado como uma desgraça.

    3. E sua morte como uma destruição, quando na verdade estão na paz!

    4. Se aos olhos dos homens suportaram uma correção, a esperança deles era portadora de imortalidade” (Sabedoria capítulo 3)

    Mesmo que desçam à morada dos mortos, minha mão os arrancará de lá; ainda que subam aos céus, eu os farei descer dali; (Amós 9,2)

    AQUI MOSTRA CLARAMENTE QUE QUANDO MORREMOS NÃO ADORMECEMOS
    QUEM PREGA O CONTRÁRIO É HEREGE

    VEJA MAS UMA GRANDE PROVA BÍBLICAMENTE

    Eles darão conta àquele que está pronto para julgar os vivos e os mortos.
    6. Pois para isto foi o Evangelho pregado também aos mortos; para que, embora sejam condenados em sua humanidade de carne, vivam segundo Deus quanto ao espírito” (I Pedro capítulo

    NESSE VERSÍCULO VOCÊ O ESTUDANDO NOTA CLARAMENTE O QUE TODOS OS PADRES APOSTÓLICOS E PADRES DA IGREJA DOS 4 PRIMEIROS SÉCULOS ESCREVERAM
    AFIRMANDO QUE O PURGATÓRIO É REAL

    AGORA SOMENTE UM HOMEM LEGAVADO PELA BURRICE E PELO ENGANO O CONTESTA
    MAIS SE ELE DEIXAR DE LÊ FABÚLAS PROTESTANTES E FOR NA RAIZ ELE MUDA SUA TESE
    INDISCUTIVELMENTE

    VEJA O QUE JESUS DIZ

    Não temais aqueles que matam o corpo, mas não podem matar a alma; temei antes aquele que pode precipitar a alma e o corpo na geena” (Mateus capítulo 10)

    E MAIS VEJA O QUE ELE DIZ NESSA OUTRA PASSAGEM BÍBLICA

    Se o teu olho for para ti ocasião de queda, arranca-o; melhor te é entrares com um olho de menos no Reino de Deus do que, tendo dois olhos, seres lançado à geena do fogo,
    onde o seu verme não morre e o fogo não se apaga.

    AGORA REFORÇANDO A TESE

    VEJA NESSE VERSÍCULO ISAIS DIZENDO CLAMAMENTE

    QUE EXISTE UMA MORADA ONDE MUITOS DOS MORTOS FICAVAM
    VEJAM

    Subirei sobre as nuvens mais altas e me tornarei igual ao Altíssimo. 15. E, entretanto, eis que foste precipitado à morada dos mortos, ao mais profundo abismo” (Isaias capítulo 14)

    VEJAM MAIS REFERÊNCIAS

    Porque se Deus não poupou a anjos quando pecaram, mas lançou-os no inferno, e os entregou aos abismos da escuridão, reservando-os para o juízo;
    2 Pedro 2:4

    AGORA VEJAM NESSA OUTRA PASSAGEM MAIS UMA COMPROVAÇÃO DE QUE A MORADA DOS MORTOS NÃO É SIMBOLO

    MAIS POSSUI REALIDADE REAL

    VEJA

    A morte e a morada subterrânea foram lançadas no tanque de fogo.
    Porque se Deus não poupou a anjos quando pecaram, mas lançou-os no inferno, e os entregou aos abismos da escuridão, reservando-os para o juízo;2 Pedro 2:4

    AGORA VEJA ESSA OUTRA PASSAGEM

    Fil. 02:10 – todo joelho se dobrará a Jesus, no céu, na terra, e “debaixo da terra” que é o reino dos justos mortos, ou o purgatório.

    IRMÃOS E IRMAS TODO JOELHO SE DOBRA AO NOME DE JESUS AGORA
    SE A MORADA DOS MORTOS FOSSE SIMBOLO SERIA APENAS TODO JOELHO SE DOBRE
    AO NOME DE JESUS NO CÉU NA TERRA E NO INFERNO

    E NÃO NA MORADA DOS MORTOS POIS A MORADA DOS MORTOS É SÓ UM SIMBOLO

    CLARO QUE NÃO A MORADA DOS MORTOS EXISTE CLARAMENTE E A BÍBLIA AFIRMA ESSA EXISTÊNCIA

    Irmão e irmãs católicas agora raciocinem com lógica
    E me diz seria jogado algo que não existe dentro do fogo?

    O ENGRAÇADO É QUE AINDA EXISTEM TANTAS SEITAS PROTESTANTES

    QUE CONTESTAM DESCARADAMENTE OU INOCENTEMENTO O PURGATÓRIO ISSO É UMA PIADA

    VEJA MAIS UMA PROVA INCONTESTÁVEL

    “E todo o que disser alguma palavra contra o Filho do Homem, lhe será perdoado; porém, o que a disser contra o Espírito Santo, não lhe será perdoado, nem neste século nem no futuro.” (S. Mateus, XII, 32).

    Nesse versículo Jesus supõe a possibilidade de haver um perdão na outra vida.

    E MAIS ESSA PASSAGEM TEM BASE E SUSTENTAÇÕES POIS NÃO É UM FATO ISOLADO

    Exemplo disso foi Jesus ter descido na prisão onde muitos espíritos estavam presos por desobediência a Noé

    VEJA
    “Pois também Cristo morreu uma vez pelos nossos pecados(…) padeceu a morte em sua carne, mas foi vivificado quanto ao espírito.

    É neste mesmo espírito que ele foi pregar aos espíritos que eram detidos na prisão,

    aqueles que outrora, nos dias de Noé, tinham sido rebeldes (…) Por isto foi o Evangelho pregado também aos mortos; para que, embora sejam condenados em sua humanidade de carne, vivam segundo Deus quanto ao espírito.” ( I Pe 3, 18-19 ; 4, 6 )

    EU FICO IMAGINANDO A BÍBLIA FALA DA EXISTÊNCIA DO CÉU INFERNO PARAISO MORADA DOS MORTOS SEIO DE ABRÃO ABISMO PROFUNDOS E DE UMA PRISÃO

    AÍ EU ME PERGUNTO POR QUE AINDA AS SEITAS PROTESTANTES QUEREM CONTESTAR

    ISSO É RIDÍCULO

    AGORA AQUI NESSE OUTRO VERSÍCULO VEJA MAIS UMA GRANDE PROVA DE EXISTIR PECADOS LEVES E PECADOS GRANDES E SUAS CONSEQUÊNCIAS
    POIS JESUS MORREU NA CRUZ PELA DESOBEDIÊNCIA DE ADÃO E EVA

    E NOS RECONCILIOU COM DEUS

    MAIS SE CONTINUARMOS A PECAR TEREMOS UMA GRANDE DIVIDA CASO NÃO ARREPENDERMOS DE CORPO E ALMA

    VEJA

    (Hebreus 6: 4-6)

    “Porque é impossível que os que já uma vez foram iluminados, e provaram o dom celestial, e se tornaram participantes do Espírito Santo, e provaram a boa palavra de Deus, e as virtudes do século futuro, e recaíram, sejam outra vez renovados para arrependimento; pois assim, quanto a eles, de novo crucificam o Filho de Deus, e o expõem ao vitupério.”

    IRMÃOS E IRMÃS CATÓLICOS TEMOS QUE TOMAR MUITO CUIDADO COM NOSSAS ATITUDES
    POIS NÃO PODEMOS TENTAR JAMAIS A BONDADE E MISERICORDIA DE DEUS

    POR QUE TODOS OS PECADOS POSSUEM AS SUAS CONSEQUÊNCIAS

    AGORA NESSA PASSAGEM QUE EU VOU MOSTRAR
    JESUS DIZENDO CLARAMENTE EM PARABÓLAS
    A EXISTENCIA DO PURGATÓRIO
    OU SE VC PREFERIR A ESPIAÇÃO PELO PECADO NÃO ARREPENDIDO

    VEJA

    O senhor se irritou e mandou entregar aquele servo aos carrascos, ATÉ QUE PAGASSE toda a sua dívida.
    É ASSIM que o meu Pai que está nos céus FARÁ convosco, se cada um não perdoar de coração ao seu irmão.” Mateus 18: 34-35

    Procura reconciliar-te com teu adversário, enquanto ele caminha contigo para o tribunal.

    Senão o adversário te entregará ao juiz, o juiz te entregará ao oficial de justiça, e tu serás jogado na prisão.

    Em verdade, te digo: dali não sairás, enquanto não pagares o último centavo. Mateus 5:25-26

    IRMÃOS E IRMÃS CATÓLICAS

    Aqui em ambas passagens vemos uma referência implícita ao lugar de expiação o qual a Igreja chama Purgatório.

    Enquanto estamos à caminho do tribunal, uma alusão ao julgamento individual depois da morte, somos obrigados a nos reconciliar, pois adversário ( Satanás, o acusador) nos condenará diante do Juiz (Cristo Nosso Senhor)

    Que por sua vez nos fará justiça, e seremos jogados na prisão (purgatório), até que nossas dívidas (cada pecado cometido e não expiado) sejam pagas.

    Essas passagens são referências ao purgatório e não ao inferno, como alguns alegam,
    pois afirmam que uma vez que as dívidas são pagas, o devedor ( pecador) sairá da prisão.

    Como sabemos, uma vez condenado, ninguém sai do inferno.
    Enquanto as almas do purgatório, uma vez purificadas, ascendem ao céu.

    NESSE VERSÍCULO

    Nosso Senhor se refere à vida futura.
    Vou da um exemplo

    VOCÊ PODERIA ATÉ ODIAR SEU IRMÃO OU SEJA QUEM FOR
    QUE VOCÊ NUNCA IRIA SER PRESO POR ISSO AQUI NA TERRA
    A NÃO SER QUE VOCÊ O MATE OU O AGRIDE

    CASO CONTRÁRIO SEJA QUAL FOR ESSE SEU ÓDIO
    PELO SEU IRMÃOS SE ELE FICAR SÓ GUARDADO COMO VOCÊ
    TU NUNCA IRIA SER PRESO POR ISSO

    RESUMINDO O QUE JESUS QUIZ DIZER NESSA PASSAGEM
    É PARA TODOS NÓS IRMÃOS FAZERMOS AS PAZES UM COM OS OUTROS
    E NOS PERDOARMOS MUTUAMENTE

    POIS SE UM DIA CASO CONTRÁRIO
    SE UM IRMÃO MORRER COM ESSE ODIO NO SEU CORAÇÃO
    COM CERTEZA ELE VAI COMPARER DIANTE DO TRIBUNAL ONDE O JUIZ É DEUS

    QUE TI PEDIRÁS CONTA DE TUDO NA SUA VIDA
    E TAMBÉM O POR QUE DO ÓDIO CONTRA O SEU SEMELHANTE

    Irmãos e irmãs católicas nas Sagradas Escrituras há muitos textos que mostram claramente, que embora nossos pecados possam ser perdoados, Deus ainda impõe-nos a obrigação de sofrer neste mundo duros trabalhos temporais ou no próximo através das chamas do Purgatório.

    Veja

    o que aconteceu com Adão. Porque ele se arrependeu logo depois de ter cometido o pecado original,

    Deus garantiu a ele que o havia perdoado, mas ainda assim
    Ele o condenou a passar nove séculos sobre esta terra fazendo penitência.
    Penitências que ultrapassam qualquer coisa que possamos imaginar:…maldita seja a terra por tua causa.

    Tirarás dela com trabalhos penosos o teu sustento todos os dias de sua vida.
    Ela te produzirá espinhos e tu comerás a erva da terra.
    Comerás o teu pão com o suor do teu rosto, até que voltes à terra de que fostes tirado; porque és pó, e em pó te hás de tornar…(Gênesis 3.17)”

    E MAIS

    Davi ordenou, contrariando a vontade de Deus, que se fizesse o recenseamento de Israel
    Atingido pelo remorso de consciência, ele reconheceu o seu pecado, atirou-se ao chão suplicando ao Senhor que o perdoasse.

    Conseqüentemente, Deus tocado pelo seu arrependimento, o perdoou.
    Mas apesar disso, Ele enviou Gad para dizer a Davi que ele teria que escolher entre 3 tipos de punições que Ele havia preparado para Davi reparar pelo seu pecado:

    A peste,a fome ou a guerra. Davi então respondeu: Ah! Caia eu nas mãos do Senhor, porque imensa é a sua misericórdia; mas que eu não caia nas mãos do homem…(I Crônicas 21).

    Ele escolheu a peste e esta durou apenas 3 dias mas matou 7 mil pessoas de seu povo.
    Se o Senhor não tivesse detido a mão do Anjo que estava estendida sobre Israel, Jerusalém inteira teria ficado despovoada!

    Davi ao ver todo o mal causado pelo seu pecado, implorou a graça de Deus pedindo que Deus punisse apenas ele mesmo, mas que poupasse o seu povo que era inocente.

    IRMÃOS NESSE PEQUENO ESTUDO FICA CLARÍSSIMO
    QUE TODOS OS PECADOS PUSSUEM AS SUAS CONSEQUÊNCIAS

    POR ISSO É CLARO E EXISTENTE BIBLICAMENTE AS PALAVRAS PURGAÇÃO E ESPIAÇÃO NA QUAL A IGREJA CHAMA DE PURGATÓRIO

    Agora para terminar essa aula de apologética veja alguns testemunhos primitivos sobre a Fé recebida dos Apóstolos sobre a consciência dos mortos.
    ?Portanto, supliquemos também nós pelos que se encontram em alguma falha, a fim de que lhe sejam concedias moderação e humildade, e para que cedam, não a nós, e sim à vontade de Deus. Então, quando nos lembrarmos deles com espírito de misericórdia diante de Deus e dos santos, nossa oração produzirá frutos e será perfeita […]? (Primeira Carta de Clemente aos Coríntios, 56. São Clemente, Papa. 90 d.C) (grifos meus).
    PRA QUEM NÃO CONHECE SÃO CLEMENTE FOI O QUARTO PAPA DA IGREJA CATÓLICA NASCIDO NO ANO 30 DA ERA CRISTÃ
    São Clemente foi discípulo pessoal de São Paulo (cf. Fl 4,3) e o terceiro sucessor de São Pedro, no Episcopado da Igreja de Roma. Ora, se para os primeiros cristãos os justos estivessem ?dormindo?, ele não pediria aos fiéis para apresentarem suas orações diante de Deus e dos santos.
    AGORA VEJA OUTRO TESTENHUNHO DE SANTO INÁCIO DE ANTIOQUIA NASCIDO NO ANO 35 DA ERA CRISTÃ
    ?Meus espírito se sacrifica por vós, não somente agora, mas também quando eu chegar a Deus […]? (Carta ao Tralianos, 13. Santo Inácio, Bispo de Antioquia. 107 d.C) (grifos meus).
    Santo Inácio foi discípulo pessoal de Pedro e Paulo. Era também chamado pelos antigos cristãos de Teósforo, que significa “Carregado por Deus”, por ser a criança que Cristo pega no colo em Mc 9,36. Com efeito, se os Apóstolos Pedro e Paulo tivessem ensinado a Inácio que os mortos ?dormem?, ele não acreditaria que os justos estão diante de Deus intercedendo pelos que ainda não completaram o caminho da vida (cf. Ap 6,9-11; Ap 20,4). Mas, ele não só crê, mas ensina que quando chegar ao Céu estará ainda a serviço de Deus pelos que estão aqui na terra.
    “Portanto, eu vos exorto a todos, para que obedeçais à palavra da justiça e sejais constantes em toda a perseverança, que vistes com os próprios olhos, não só nos bem-aventurados Inácio, Zózimo e Rufo, mas ainda em outros que são do vosso meio, no próprio Paulo e nos demais apóstolos. Estejam persuadidos de que nenhum desses correu em vão, mas na fé e na justiça, e que eles estão no lugar que lhes é devido junto ao Senhor, com o qual sofrefram. Eles não amaram este mundo, mas aquele que morreu por nós e que Deus ressuscitou para nós” (Segunda Carta aos Filipenses, 9. São Policarpo, Bispo de Esmirna. 160 d.C) (grifos meus).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here