A técnica é definida pela Escolástica, da mesma forma que as artes, como “recta ratio factibilium”. Quer dizer, a reta ordenação do trabalho, ou também, a ciência de trabalhar bem. Hoje, o mal uso da técnica, a empurra para produzir para além do que é bom, e espalhar instrumentos que afligem...
Quase todos nós aprendemos na escola que a Idade Média foi uma época de mil anos de trevas e de fanatismo religioso, sem nada digno de ser mencionado nos séculos seguintes. E não nos damos ao trabalho de estudar as obras, as instituições, a arquitetura, a vida de família...
Nobre. Quantas e quantas vezes ouvimos tal nome ser pronunciado com ódio e desdém, ou empregado às vezes como sinônimo de tirano, de déspota. Entretanto, tão pouco se conhece sobre ele. Afinal, que é o nobre? Que é a nobreza? A nobreza é uma classe social formada por tipos humanos que...
Jerusalém, 15 de julho de 1099. Após longo e árduo cerco, os cruzados conseguiram finalmente romper as muralhas da Cidade Santa e tomá-la de assalto aos infiéis muçulmanos. Um grito de júbilo ressoou então por todo Próximo Oriente e repercutiu do outro lado do Mediterrâneo: o sepulcro sacrossanto, onde o...
  A dignidade de cavaleiro comportava graus: – os “bannerets” ou porta-estandartes; – a seguir os “bacheliers”, jovens que após as batalhas eram armados cavaleiros, ou então cavaleiros recém-sagrados; – finalmente os cavaleiros propriamente ditos. As duas palavras “bachelier” e cavaleiro passam a ser sinônimas. – No terceiro plano, os “cavaleiros alistados”, isto é,...
Surge uma pergunta: não constituiriam os cavaleiros, enquanto membros da Cavalaria, um tipo de guerreiro mais bem equipado ou com poderes especiais, uma espécie de generais ou comandantes superiores? Consideremos separadamente cada uma das duas questões envolvidas nesta pergunta. Em primeiro lugar, vejamos a questão do ornamento. Antes de mais nada,...
                                                                        Guerreiro providencial Se, porém, pouco se fala da existência estável de um extenso reino...
Nunca, talvez, a palavra epopeia foi melhor empregada do que falando das cruzadas. Nunca a atração do Oriente se manifesta com mais ardor e, apesar dos aparentes fracassos, conduz a mais espantosas realizações.   Basta evocar as fundações dos “francos” na Terra Santa: feitorias dos comerciantes, estabelecimentos organizados que formam verdadeiras cidadezinhas,...
  Quando nas iluminuras medievais consideramos uma cidade vista de longe, ela se apresenta de modo inteiramente diferente da cidade moderna. A cidade moderna é de contornos imprecisos, irregulares. É como um tumor que se vai estendendo de lá para cá e para acolá, de maneira tal que numa certa direção ela cresceu muito,...
“Se acreditarmos nos manuais, os de ontem e mais ainda nos de hoje, a herança da Grécia e de Roma foi completamente ignorada no nosso mundo ocidental, desde a queda do Império Romano até a Renascença: mil anos de obscurantismo! Afirma-se, no mesmo embalo, que os autores de Antiguidade não...