Quando pensamos no protestantismo, lembramos de sua revolta. Quando lembramos da revolta, vemos o erro: o ato de se revoltar e, por conseguinte, revolucionar. Quando nos revoltamos por alguma coisa, nós buscamos consertar algo para que toda essa revolta desapareça. Assim, ficaremos dentro da ordem de Deus. Se analisarmos, a revolução...