Qual é o problema de se defender a propriedade?

2

Objeção: “É lamentável que as pessoas ainda tenham idéias como a do Sr. Luiz Carlos e, pior do que isso, não sintam vergonha de publicá-las!Este senhor caminha na contramão da história e de todo o direito civil e contitucional, ao asseverar que a propriedade é um direito absoluto, natural e garantido por Deus”

Recebido em 9/6/99

É lamentável que as pessoas ainda tenham idéias como a do Sr. Luiz Carlos e, pior do que isso, não sintam vergonha de publicá-las! Este senhor caminha na contramão da história e de todo o direito civil e contitucional, ao asseverar que a propriedade é um direito absoluto, natural e garantido por Deus! Ora, ele esqueceu de dizer o que as pessoas excluídas, marginalizadas, precisam fazer para cair nas graças desse “deus” e ganhar um lotezinho… Ou porque só alguns privilegados têm tal direito. seria um sistema que imita o nosso modo terreno de conseguir cargos públicos, baseado no nepotismo e no “jeitinho”?

Meu caro senhor, se estás preocupado com alguma chácara que serve a sua digníssima família nas férias, não se desespere, pois por mais “radical” e “comunista” que seja a reforma agrária, ao menos aqui no Brasil ela terá freios. Ou será que o senhor está mesmo é com medo de que esses comunistas saiam comendo criancinhas?

* Resposta

Respondido em 10/6/99

Prezada Sra. L.

Recebemos o seu e-mail com críticas ao texto do Luiz Carlos, sobre a Reforma Agrária socialista e confiscatória.

Em nenhum momento o Júnior disse que o direito de propriedade é “absoluto”, como você afirmou. Todavia, esse direito de propriedade é garantido por dois mandamentos da “Lei de Deus”. Acima dele está o direito à vida, é claro.

Seu e-mail foi muito agressivo e sem fundamento. Qual é o problema de se defender a propriedade? Por acaso você acredita na mentira espalhada pelos socialistas, de que a propriedade é um roubo?

Ora, Lisandra, a propriedade é fruto do trabalho acumulado de cada um, tanto de quem tem como de quem não tem.

Não se justifica, no Brasil, as invasões de terras, os esbulhos, as desapropriações (quando existem centenas de fazendas sendo vendidas nos jornais e sendo o Governo detentor de 40 % das terras do país), etc.

O MST não esconde sua posição favorável ao Comunismo. Em vários de seus documentos eles dizem, abertamente, que não é conquista da terra seu alvo principal…

Será que você não se indigna com a atitude deles? E onde ficam os fazendeiros invadidos por culpa de uma ideologia que matou mais do que 100.000.000 (cem milhões) de pessoas no mundo?

Não é sendo injusto com os fazendeiros que vamos resolver qualquer problema social no Brasil. Muito pelo contrário, quanto mais se persegue a propriedade, tanto mais miséria se produz! Todos os países que implantaram o modelo de Reforma Agrária que estamos adotando no Brasil estão como testemunhas do fracasso de seus planos.

Querer melhorar a situação dos mais pobres é um desejo de todos nós, assim como espero que seja o seu (muito mais do que implantar uma ideologia ultrapassada e anti-natural). Nunca, porém, se pode implantar um sistema que gerará muito mais pobreza e injustiças.

Basta analisar os atuais assentamentos de Reforma Agrária para constatar a miséria em que o campo está se transformando. Se estimulam as invasões e não se abre crédito para os pequenos proprietários que nunca invadiram nada!

Enquanto assentam 1.000 famílias, outras 200.000 mil deixam o campo por falta de perspectiva…

E não ache que os assentamentos não funcionam por falta de recursos. O Governo desperdiça milhões em cada um desses assentamentos. Só para você ter uma idéia, cada família recebem R$ 4.200 iniciais para construir sua casa e R$ 7,500,00 do PROCERA (caso seja filiado a uma cooperativa, ele receberá o PROCERA em dobro). Esses dados não se relacionam às escolas, estradas, armazéns, tratores, poços, luz, água, etc e etc que o Governo implanta em cada localidade.

Até hoje, nenhum desses assentamentos foi emancipado e o Governo ainda tem que dar cestas básicas…

E o pior, Lisandra, a imprensa fica em silêncio e coloca a Reforma Agrária como uma solução para o Brasil!

Infelizmente, pelo exposto, não podemos concordar com seu e-mail. Apenas espero que mude sua maneira de encarar a Reforma Agrária socialista e confiscatória e perceba o enorme erro em que estamos sendo levados!

Atenciosamente,
Frederico Viotti
Frente Universitária Lepanto

2 COMENTÁRIOS

  1. LA RED BIBLICA LATINOAMERICANA:

    Me acuerdo la alegria que tuve cuando vi la impugnacion que la TFP hizo de notas y otros aspectos de la Biblia Latinoameticana y por el Suplemento obligatorio a la misma de la Conferencia Episcopal Argentina.
    No obstante nada hizo esta ni el CELAM o la Santa Sede para que se siguiese agregando ese suplemento.
    Hoy hay un movimiento latinoamericano de “Animacion ” Biblica Latinoamericana que desde sectores de congregaciones religiosas y comunidades seglares son un verdadero Tsunami, promovido desde Costa Rica en el Departamento Ecumenico de Investigaciones (DEI) .Tsunami de ataques a la familia, la Tradicion, la Propiedad, en pro de la III-IV Revolucion.
    Es necesaria una edicion de la Biblia y promocion de una lectura biblica a la luz de la Traficion Catolica y contra los errores socialistas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.