Um argumento sobre a existência da alma, um convite à Confissão bem feita.

“Em verdade vos declaro: se não vos transformardes e vos tornardes como criancinhas, não entrareis no Reino dos Céus.”(St. Mateus, 18, 3)

Artigo anteriorFeminismo, o defensor das mulheres. Será mesmo?
Próximo artigoO heroísmo católico e a decepção do mundo moderno
Técnico de logística pela ETEC Lauro Gomes e membro "de jure" do Instituto Plínio Corrêa de Oliveira

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.