Santa Teresa e a Secura Espiritual

1

Durante dois anos não soube a Santa abrir a boca para rezar. Quando se punha de joelhos, apenas juntava as mãos e ficava recolhida, sentia um fastio tal que se levantava e ia fazer outra coisa. Até na comunhão sentia sua alma vazia e não conseguia pronunciar nenhuma palavra. E, por dois anos, já que o confessor lhe ordenava que comungasse, em lugar de fazer ação de graças, punha-se a limpar os bancos da igreja.

“O Jesus – disse uma vez com grande aflição – não é verdade que me abandonastes? E Jesus respondeu-lhe: “Em toda a tua vida nunca fizeste tanto bem, como nestes dois anos.”

Também a muitos cristãos vem a provação da secura e perdem o gosto da oração, das boas obras. Ai daqueles que se deixam vencer e não rezam, não praticam o bem, não obedecem o confessor!


(TESOUROS DE EXEMPLOS – Pe.Francisco Alves, C.SS.R. – Editora Vozes Ltda., Petrópolis, RJ – 1ª. edição, 1953, p. 193).

1 COMENTÁRIO

  1. Acabara de fazer a novena a Santa Terezinha pedindo uma graça (novena das rosas) quando entrei no meu e-mail para ver as novidades e deparei com grande alegria com esta matéria sobre Esta grande Santinha. Eu creio n Providência. Amém

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.