Santa Bernadette Soubirous

2
Santa Bernadette Soubirous

Virgem

(+ 1879)

Em meio do século XIX, quando a perversa doutrina dos racio­nalistas movia guerra atroz à ver­dade cristã e com ímpio afan se es­forçava de perturbar toda a ordem sobrenatural, Pio IX, de gloriosís­sima memória, sob os aplausos de todo o mundo católico, definiu solenemente como dogma da fé a Conceição Imaculada de Maria Vir­gem. Esta proclamação do privilé­gio fulgidíssimo da Mãe de Deus, se ao mundo soberbo faz lembrar a lastimável ruiva do gênero huma­no, pelo pecado, de modo admirá­vel exalta a graça da divina Reden­ção, e eleva a coisas superiores os corações dos homens.

Gruta de Masabielle, onde Nossa Senhora apareceu a Santa Bernadette

Mas o que em Roma, pelo infalí­vel magistério, o Sumo Pontífice definia, a própria Virgem Imacu­lada, bendita entre todas as mu­lheres, parece quis confirmar com sua própria boca, quando não mui­to depois com célebres aparições se manifestou na gruta de Massa­bielle, perto de Lourdes nos mon­tes Pireneus; porque para lá de todas as partes do mundo multidões se dirigiam para sentir os benefí­cios da piíssima Mãe, e quase em série contínua de milhares se res­tabelecem as almas mais que os corpos dos homens.

O mais admirável, porém, é, que a SS. Mãe de Deus para conferir aos homens tanto benefício, e para confundir o que no mundo se julga forte, escolhesse um instrumento à preferência de outros, débil, segundo a divina economia que S. Paulo exalta: “Deus escolheu o que é fraco no mundo, para con­fundir os fortes” (1 Cor. 1, 27) . Este instrumento era Bernarda Soubirous, nome hoje caríssimo e celebérrimo no mundo inteiro, mas naquele tempo, quando apenas quinze anos contava, de todos des­conhecida.

Nascida em Lourdes, região mon­tanhosa dos Pireneus, a 7 de janei­ro de 1844, filha de Francisco e Ludovica Casterot, dois dias depois foi batizada e recebeu o nome de Maria Bernarda.

Casa de Santa Bernadette

Vivendo pobremente e por algum tempo empregada em tomar conta do gado, crescia sem alguma dou­trina humana, mas em suavíssima simplicidade de costumes e admi­rável candura de espírito, querida por Deus e pela Santíssima Virgem Mãe. Maria observou a humildade de sua filha e dignou a inocente menina, entre 11 de fevereiro e 16 de julho de 1858, de 18 aparições e de celeste colóquio. Finalmente, per­guntada por ela pelo seu nome, dis­se: “Eu sou a Imaculada Concei­ção”.

Nesta, tão célebre aparição e ilustrada por Deus por tantos si­nais, pode-se notar um tríplice ca­risma, conferido à piedosa jovem. Chamamo-la antes de tudo: Viden­te, porque diante de numeroso povo, arrebatada em êxtase, foi ma­ravilhosamente deliciada com o bondoso aspecto da Virgem. Cha­mamo-la de Mensageira da Virgem ao mundo, porque por ordem de Maria pregou penitência e oração ao povo; mandou aos sacerdotes, que naquele lugar construíssem um Santuário; predisse a todos a gló­ria, a santidade e os futuros benefícios do mesmo lugar. Por fim ve­mos nela a testemunha da verda­de, porque a muitos contradizentes, com o máximo candor de simplici­dade, junto com suprema prudên­cia e fortaleza de alma sobrenatu­rais, atestou constantemente a ver­dade das aparições e do mandamen­to confiado da Virgem, com admi­ração de todos os eclesiásticos e de juízes seculares.

Todas estas coisas levadas ao termo por divino impulso por uma ignorante e inculta menina, Deus a leva longe para a solidão de um convento, e quase desprezada pelo mundo, preparou-se para coisas as mais admiráveis, para que, prega­da na cruz com Cristo e com Ele quase sepultada, atingisse profun­damente na humildade a vida in­terior sobrenatural, e um dia na luz da santidade ressurgindo ao mundo, com este estável testemu­nho da santidade unisse nova gló­ria ao Santuário de Lourdes.

Santa Bernadette religiosa em Nevers

Por isto, obedecendo ao chamamento de Deus, em julho de 1867 se transferiu para Nevers, para ini­ciar a vida religiosa naquela Casa-Mãe das Irmãs de Caridade e ins­trução cristã. Terminado o novi­ciado no mesmo ano, fez os votos temporais, e onze anos depois os perpétuos. Admiravelmente fulgu­raram nela as virtudes, mas sua alma virgem foi principalmente adornada daquelas que mais convi­nha à discípula predileta da Vir­gem Maria: Humildade profunda, terníssima pureza e ardente cari­dade. Provou-as e aumentou-as com as dores de uma longa enfer­midade e angústias de espírito que a atormentaram suportando-as com suma paciência. Na mesma casa re­ligiosa a humildíssima virgem ficou até a morte, que depois de recebidos os sacramentos da Igreja, invocan­do sua dulcíssima Mãe Maria, descansou santamente a 16 de abril de 1879, no trigésimo sexto ano de idade, e duodécimo de vida religiosa.

Tendo ficado até este ponto como debaixo do alqueire da humildade, com a morte tornou-se resplandecente a todo o mundo. Debaixo do pontificado de São Pio X, em 1923, foi iniciado o processo de sua beatifi­cação. A 14 de julho de 1925 o Pa­pa Pio XI lançou o nome da serva de Deus nos fatos dos bem-aventu­rados. Em contemplação aos gran­des e inegáveis milagres, que Deus se dignou de operar por sua serva, a causa foi reassumida em junho de 1926 e levada ao fim em 2 de julho de 1933.

Retirado e adaptado do livro: Lehmann, Pe. João Batista , S.V.D., Na Luz Perpétua, Lar Católico, Juiz de Fora, 1956.

*   *   *

O corpo de Santa Bernadette se encontra milagrosamente incorrupto com as articulações flexíveis. Apenas uma ligeira camada de cera foi passada no rosto para evitar a formação de mofo.

Ele está exposto na capela do convento de Saint-Gildard, em Nevers, onde ela faleceu, numa preciosa urna de cristal e metal dourado. Ali, envolvido de imponderáveis sobrenaturais, pode ser visto e venerado por qualquer fiel, como aparece no vídeo abaixo.

Veja também as fotos dos corpos incorruptos de outros santos em: https://lepanto.com.br/catolicismo/vida-de-santos/corpos-incorruptos/

2 COMENTÁRIOS

  1. eu participei de uma palestra com Paulo mazzoni sobre corpos incorrupitos e fiquei impressionado de como nos catolicos sabemos tão pouco sobre isso euquero saber de tudo obrigado

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here